Acesso à informação Portal de Estado do Brasil  
Ferramentas Pessoais
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Página Inicial | Mapa do Site | English | Español
Sections
Você está aqui: Página Inicial Imprensa Artigos técnicos 2007 Adensamento de plantio de melancia
Adensamento de plantio de melancia (13/12/2007)
Ações do documento
Geraldo Milanez
Pesquisador Embrapa Semi-Árido


Em tese, bastaria ao agricultor aumentar a quantidade de plantas de melancia cultivadas em determinada área para obter maior colheita. E na verdade, nas espécies de cucurbitáceas, dentre as quais está a melancia, o plantio em altas densidades resultam na colheita de um maior número de frutos. Contudo, em geral, são frutos com tamanho e peso reduzidos que, a depender de demandas do mercado, podem ser considerados refugos de baixo valor comercial.

Determinar com precisão qual seria a relação ideal entre a quantidade de plantas por área cultivada é um recurso técnico importante para maximizar as safras e elevar a produtividade dessa espécie. Isto porque, quanto mais plantas em uma determinada área, é maior a competição por fatores como nutrientes do solo, luz e água, além de ficarem expostos à maior incidência de doenças.

O adensamento maior ou menor do cultivo é uma decisão que o agricultor deve estabelecer de olho nas preferências de consumo que prevalecem nos diversos mercados. Hoje. no mercado interno, os frutos maiores, com peso acima de 7 quilogramas, são os mais comercializados. A colheita desses frutos acontece, principalmente, em situações de cultivo onde as sementes são semeadas em covas mais separadas uma das outras.

Tendências mais recentes observadas no negócio da melancia constatam a crescente predileção, nos mercados interno e externo, por frutos de menor peso, abaixo de 6 quilogramas. Para o agricultor, estão informações são preciosas para quando ele, lá na sua propriedade, for fazer o plantio. E não há dúvida da intrínseca relação entre tipo de adensamento e tamanho de fruto.

No Brasil, os espaçamentos mais utilizados nos plantios de melancia irrigados por aspersão variam de 2 m x 2 m, para cultivares de frutos cilíndricos, a 2 m x 1,5 m, para aquelas de frutos redondos. Nos plantios por sulco ou gotejamento, a distância entre as plantas fica entre 2,5 m a 3 m entre as linhas do plantio e de 0,7 m a 1 m entre as plantas. A produtividade média obtida nestas condições é de 19 toneladas por hectare.

A alteração no adensamento, combinada à adequada adubação e tratos fitossanitários, pode fazer a produtividade na cultura mais que duplicar. Em testes com vários espaçamentos realizados em campo experimental da Embrapa Semi-Árido chegou-se a obter colheitas de 42 a 45 toneladas por hectare. São quantidades capazes de impulsionar a já expressiva participação (51%) dos agricultores nordestinos no conjunto da produção brasileira de melancia.

Nos testes foram utilizados a cultivar Crimson Sweet. Em cada cova, os pesquisadores semearam de três a quatro sementes e, após 15 dias, fizeram o desbaste e deixaram apenas uma planta. Os espaçamentos avaliados foram de 2,5 m e 3 m por linha e 0,40 m, 0,60 m e 0,80 m entre as covas.  Na distância de 3 m combinada com 0,60 e 0,80 foi a que resultou nas elevadas produtividades e com frutos menores, de peso abaixo de 6 quilogramas. Os refugos foram maiores na área onde o espaçamento foi menor (2,5 m).

Outro espaçamento que pode ser interessante do ponto de vista comercial para o agricultor é o seguinte: o cultivo na linha tanto de 3 m ou 2,5 m mas mantendo 0,80 m no espaço entre as plantas. Os frutos colhidos deverão pesar, em média, mais de 8 quilogramas. Neste espaçamento mais ampliado, a quantidade de frutos por planta também é maior: 1,23.

Para as condições de plantio registradas no Vale do São Francisco o cultivo entre 3 m x 0,60 m e 3 m x 0,80 são muito apropriados. Os frutos colhidos nestas condições serão maiores o que é valorizado atualmente no mercado nacional. Entretanto, com vistas nas mudanças pelas quais passa o segmento do consumo, onde aumenta a procura por frutos menores, optar por plantios mais adensados, entre 3 m x o,40 m, é outra opção a considerar.

O espaçamento é um fator crítico na tecnologia e produção de melancia. Em função da demanda do mercado para o qual destina a produção, torna necessário um manejo com maior ou menor densidade de plantas. Desta forma, o agricultor vai ter um maior retorno econômico e maximizar a produção e qualidade do fruto.

Pesquisar
neste portal
em toda a Embrapa


Índice A-Z
A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

Fale Conosco

Twitter    Facebook    Youtube
Agenda de Eventos
3ª Mostra de máquinas e inventos para a agricultura familiar 08/05/2014 a 10/05/2014 Pelotas/RS
VI Congresso Brasileiro de Mamona 12/08/2014 a 15/08/2014 Fortaleza, CE
Simposio Latino Americano de Canola - SLAC 19/08/2014 a 21/08/2014 Embrapa Trigo, Passo Fundo, RS
Veja mais…
Enquete
Como você classifica a experiência de navegação no Portal:







Mais enquetes…