Acesso à informação Portal de Estado do Brasil  
Personal tools
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Página Inicial | Mapa do Site | English | Español
Sections
You are here: Home Imprensa Notícias 2006 Dezembro 1ª semana Embrapa Roraima apresenta pesquisa no cultivo de pupunha para palmito
Embrapa Roraima apresenta pesquisa no cultivo de pupunha para palmito (11/12/2006)
Document Actions

A Embrapa Roraima realiza Dia de Campo no sábado( 9) sobre as pesquisas que estão sendo realizadas em Roraima com pupunha para produção de palmito. O evento é direcionado a produtores rurais e técnicos de extensão rural.

Serão apresentadas informações gerais sobre a pupunha, recomendações para escolha, preparo da área, plantio, tratos culturais, correção do solo e manejo da adubação, informações sobre custo da produção e formas de comercialização. As atividades vão acontecer das 8h30 às 14h30, no campo experimental da Embrapa, no Confiança III, próximo da Vila Santa Rita, no município Cantá (RR).

O biólogo Paulo Emílio Kaminski, responsável pelas pesquisas com pupunha na Embrapa Roraima,unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento explica que essa planta pode ser cultivada nos diferentes sistemas de produção: em monocultivo, de forma adensada; em consórcio com outras espécies, nos sistemas agroflorestais; em áreas no limite de cultivos agrícolas e pode ser utilizada também para incorporar áreas degradadas ao sistema produtivo.

Renda familiar

Segundo explica Paulo Emílio, a versatilidade desses cultivos e a diversidade de produtos da pupunha fazem desta planta uma ótima alternativa para melhoria da renda familiar. Como a maioria dos assentamentos de Roraima está localizada em áreas de floresta ou de mata de transição, isso facilita o cultivo da pupunha pelas condições do ambiente, como clima quente e úmido, muita chuva, solos com textura média a arenosa e boa drenagem. Outro fator favorável para os agricultores do Estado cultivarem pupunha para palmito é a proximidade de centros consumidores, como Boa Vista e Manaus, para a comercialização do produto.

O pesquisador explica que ao contrário da pupunha cultivada em Roraima, a pupunha indicada para palmito é originária de regiões do Amazonas e Peru. Por não apresentar espinhos no caule, facilita a coleta, transporte e extração do palmito. Além disso, esta palmeira apresenta características vantajosas em relação às demais espécies, por ser uma planta rústica que deve ser cultivada a pleno sol; produz palmito de forma precoce, sendo que a primeira colheita pode ocorrer a partir dos 8 meses após o plantio; e tem capacidade de perfilhar (rebrotar), como a bananeira. Estas características, aliadas às condições de manejo adequadas, permitem a extração continuada de palmito por até 25 anos, sem a necessidade de replantio, como ocorre com as outras espécies.

Atualmente, um fator limitante para a expansão do cultivo de pupunha para palmito é a ausência de sementes que possibilitem alcançar uma boa produtividade e um produto de qualidade. Por isso a Embrapa está pesquisando plantas com melhor desempenho para formar a área de produção de sementes melhoradas de pupunha.

Experimento

A Embrapa Roraima (Boa Vista-RR) está desenvolvendo um experimento com sementes de 104 progênies (sementes de plantas matrizes selecionadas) obtidas de plantas sem espinhos vindas do município de Benjamin Constant no Amazonas e Yurimaguas no Peru. No plantio experimental foram utilizados espaçamentos padronizados e feitas práticas corretivas e de adubação, aplicando-se calcário e fertilizantes com base nos resultados de análise de solo e nas exigências da cultura.

Depois, serão verificados o vigor das plantas e a produção de palmito. Essa pesquisa está sendo feita também com outras unidades da Embrapa e é liderada pela unidade Embrapa Florestas (Colombo-PR). Os resultados estão previstos para o segundo semestre de 2007. As plantas que tiverem melhor desempenho serão mantidas para produção de sementes e as outras descartadas. As sementes melhoradas servirão de base para contribuir com o desenvolvimento do agronegócio do palmito em Roraima.

De acordo com o pesquisador Paulo Emílio, o agronegócio do palmito no Brasil é uma atividade promissora para a geração de emprego e renda e para a exploração sustentável dos recursos naturais. “Inicialmente a extração do palmito esteve baseada no extrativismo, principalmente das palmeiras juçara (Euterpe edulis Mart.) e açaí (Euterpe oleraceae Mart.).

Devido à natureza predatória dessa atividade, sem estar amparada em práticas de manejo adequadas, as reservas naturais dessas espécies esgotaram-se ou estão sob ameaça. Esta situação insustentável tornou-se ilegal e levou à adoção de restrições para a extração e comercialização do palmito obtido de forma irregular”, explica.

Mais ecológico

Por outro lado, alternativas mais ecológicas, como o cultivo e a diversificação de espécies para extração de palmito, contribuíram para aprimorar e ampliar este agronegócio, além de reduzir a pressão sobre o açaí e a juçara. Entre as espécies com maior potencial, está a pupunha (Bactris gasipaes Kunth.), palmeira nativa da Amazônia, vem sendo cultivada com sucesso em todas as regiões brasileiras e é uma alternativa ao extrativismo.

O palmito retirado da pupunha também possui características que o diferenciam dos demais: é mais macio e é resistente à oxidação (escurecimento). Por isso, tolera um tempo maior de armazenamento, pode ser comercializado e consumido fresco, com o mínimo de processamento e sem perda de qualidade.

Além do palmito, podem ser obtidos dois outros produtos que são classificados como palmito de segunda. Estas partes podem ser utilizadas no preparo de sopas, caldos e saladas. São fontes de alimento saboroso que podem contribuir para melhorar e diversificar a dieta.

 Dia de campo inclui na programação palestras da pesquisadora Mirian Costa sobre análise de solo e adubação; da associação Apis Cantá, núcleo Santa Rita, que trabalha com a produção de mel silvestre de espécies nativas; e da Fundação Estadual de Meio Ambiente Ciência e Tecnologia (Femact) sobre Apicultura (criação de abelhas para produção de mel).

Síglia Regina Souza ( MTb 66-AM)
Embrapa Roraima      
Contato: (95) 3626-7125 ramal 46
siglia@cpafrr.embrapa.br       

Pesquisar
neste portal
em toda a Embrapa


Índice A-Z
A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

Fale Conosco

Twitter    Facebook    Youtube
Agenda de Eventos
3ª Mostra de máquinas e inventos para a agricultura familiar 08/05/2014 a 10/05/2014 Pelotas/RS
VI Congresso Brasileiro de Mamona 12/08/2014 a 15/08/2014 Fortaleza, CE
Simposio Latino Americano de Canola - SLAC 19/08/2014 a 21/08/2014 Embrapa Trigo, Passo Fundo, RS
Veja mais…
Enquete
Como você classifica a experiência de navegação no Portal:







Mais enquetes…