Cheiro Verde | Cebolinha mais salsa ou coentro


A cebolinha combinada com a salsa ou com o coentro é popularmente conhecida no Brasil como cheiro verde. São todas plantas condimentares, usadas em vários países há centenas de anos. A cebolinha pertence à família Aliácea, a mesma do alho e da cebola. No Brasil, são cultivadas duas espécies; a cebolinha verde ou comum, originária do Oriente ou Sibéria, e a cebolinha de folhas finas ou galega, originária da Europa. A salsa e o coentro são da família Apiácea. Apesar da aparência semelhante, têm sabor e cheiro bem distintos. A semente do coentro, também usada como condimento, é um dos ingredientes do curry.

A cebolinha é vendida em maços, sozinha ou acompanhada de salsa ou coentro. A cebolinha comum apresenta sabor mais acentuado e folhas mais grossas e de cor verde mais claro comparada à cebolinha galega. A salsa pode ter folhas lisas ou crespas. A de folhas lisas é preferida no Brasil pelo sabor e aroma. A salsa se diferencia do coentro pelo cheiro e pelo aspecto das folhas. A salsa tem o cheiro mais suave enquanto o coentro tem um cheiro mais forte e muito singular. As folhas de salsa são mais escuras, mais grossas e mais firmes do que as do coentro. Escolha folhas verdes, túrgidas, com aspecto de produto fresco sem pontos amarelados ou escuros.

Se não for consumi-las no dia da compra, conserve-as em geladeira por até cinco dias. Antes de guardar, descarte as folhas amareladas, com manchas escuras ou murchas, lave as restantes em água corrente, escorra o excesso de água e acondicione em sacos ou vasilhas de plástico com tampa. Se as folhas de salsa e coentro estiverem ligeiramente murchas, corte o a pontas dos cabinhos e deixe-as por alguns minutos em água fria para recuperar a turgidez. O mesmo pode ser feito com a cebolinha; nesse caso apare a base das folhas antes de colocá-las na água. O cheiro verde pode ser conservado após desidratação. No forno de micro-ondas coloque as folhas entre duas toalhas de papel e ajuste o forno na potência “alta” por 1 a 2 minutos. No forno a gás, coloque as folhas numa assadeira e deixe na temperatura mais baixa, até que as folhas estejam secas e quebradiças. Armazene esse produto em vidro fechado, ao abrigo da luz e da umidade. Para congelar, coloque as folhas previamente lavadas e picadas em formas para gelo cheias de água. Quando congelados, retire os cubos da forma e acondicione-os em sacos de plástico. Descongele durante o cozimento.

As folhas de salsa e cebolinha podem ser usadas cozidas em praticamente todos os tipos de pratos salgados, desde pratos simples como arroz e feijão até os mais sofisticados. Adicionalmente, podem ser adicionadas cruas em saladas e recheios de sanduíches e como ingredientes em marinadas. A salsa também é ingrediente do famoso Buquê Garni usado para intensificar o sabor de diversos pratos cozidos. A mistura clássica inclui tomilho, louro, salsa e aipo embrulhados nas folhas escuras de alho-porró, bem amarradas com barbante. O Buquê é adicionado em pratos de cozimento lento e retirado quando o prato está pronto, antes de ser servido. Tradicionalmente, o coentro é associado a pratos à base de peixes. Entretanto, pode ser usado em quase todos os pratos salgados, incluindo feijão, saladas e farofas. Acrescente o cheiro-verde ao final do cozimento para preservar o cheiro e o sabor, à exceção de alguns pratos típicos ou usos como o Bouque Garni. Quando usá-las cruas, lave e higienize as folhas antes de acrescentá-las ao prato. Devido ao formato gracioso, os ramos de salsa e coentro são excelente opção para decoração de pratos.


Receitas

Omelete de cebolinha
Nível: fácil

Farofa de coentro e ovo
Nível: médio

Patê de salsa
Nível: fácil