Projetos

Avaliação da contribuição da FBN na soja coinoculada com bactérias dos gêneros Bradyrhizobium e Azospirillum em áreas comerciais dos estados do Tocantins e da Bahia

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: Nepomuceno, Alexandre

A região do Matopiba, que envolve os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, é uma das novas fronteiras agrícolas ocupadas pela cultura da soja nas áreas de Cerrado, mas os solos dessa região apresentam, predominantemente, baixa fertilidade natural – o que vem favorecendo o aumento da adubação nitrogenada complementar, na contramão de programas governamentais, como o Plano ABC, que incentiva uma agricultura de baixa emissão de carbono. A justificativa é de que não é viável, nessa região, a rotação de culturas na entressafra e, assim, a limitação em manter o solo coberto comprometeria a manutenção e o incremento da matéria orgânica, sendo que a adubação complementar garantiria o potencial produtivo da cultura caso a simbiose com as bactérias fixadoras de nitrogênio não se estabeleça plenamente.
Entretanto, estudos anteriores realizados nas regiões Sul, Centro-Oeste e Norte (em especial Maranhão e Roraima) mostraram que a soja inoculada com bactérias do gênero Bradyrhizobium alcançou produtividade similar ou superior aos tratamentos que utilizaram adubo nitrogenado. Soma-se a isso as recentes pesquisas com a tecnologia de coinoculação da soja com bactérias promotoras de crescimento do gênero Azospirillum, que seriam associadas ao Bradyrhizobium. Os estudos foram realizados nas regiões Sul e Centro-Oeste e comprovaram que a produção de grãos pode ser aumentada com essa tecnologia.
Tendo isso em vista, o intuito deste projeto foi ampliar os estudos com a coinoculação, levando a pesquisa para regiões onde essas informações ainda estão escassas, como é o caso do Matopiba. Assim, o principal enfoque foi o de agregar mais informações sobre como a tecnologia de coinoculação recomendada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afeta a fixação biológica de nitrogênio nessa região.

Situação: concluído Data de Início: 06/2017 Data de Finalização: 11/2020

Unidade Lider: Embrapa Agrobiologia

Líder de projeto: Cláudia Pozzi Jantalia

Contato: claudia.jantalia@embrapa.br

Galeria de imagens