Projetos

Alternativas para aumentar a eficiência da adubação verde e do balanço de nutrientes em sistemas agroecológicos e orgânicos de produção de café

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: SULEIMAN, Kadijah

Em 2007, quando este projeto foi estruturado, o Brasil ocupava o sexto lugar na produção mundial de café orgânico, com uma produção de cerca de 80 mil sacas por safra, mas a produtividade alcançada era considerada abaixo da média, devido a uma série de limitações, como a oferta inadequada de nitrogênio nas fontes alternativas. A adubação verde com leguminosas reduz essa limitação, pois, além de aumentar a ciclagem de nutrientes, possibilita o aporte de nitrogênio atmosférico por meio do processo de fixação biológica. No entanto, apenas 30% do total de nitrogênio transferido para o cafeeiro são fixados pelas leguminosas.
Este projeto teve a participação do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), tendo como objetivo avaliar a contribuição de diferentes espécies de leguminosas e seu manejo para a adubação verde do cafeeiro. A intenção foi reduzir a dependência de insumos externos nos sistemas orgânicos e agroecológicos de produção de café.
Três grandes grupos de ações foram estruturados. O primeiro deles envolveu a avaliação da contribuição da adubação verde com Crotalaria juncea para o balanço de nutrientes em um cultivo de café orgânico irrigado, comparativamente a outro sem adubação verde. O segundo plano de ação estudou a forma mais adequada de manejo da biomassa de três espécies de leguminosas (Arachis hipogaea, Mucuna deeringiana e Crotalaria spectabilis) para adubação verde do cafeeiro. A intenção foi potencializar o aproveitamento dos nutrientes disponibilizados pela biomassa dos adubos verdes pelo cafeeiro, equilibrando a nutrição e aumentando a produtividade da lavoura sob cultivo orgânico.
Por fim, a terceira linha de ação analisou o manejo de três espécies de leguminosas (Cajanus cajan (L.), Mucuna aterrina e Crotalaria juncea), avaliando formas e épocas diferentes de manejo no sentido de reduzir a competição por água com os cafeeiros. A biomassa produzida em função das épocas e formas de manejo foi relacionada à produção do cafeeiro, indicando, assim, o melhor manejo a ser adotado pelos produtores para tornar a adubação verde mais eficiente para a cafeicultura.

Situação: concluído Data de Início: 10/2007 Data de Finalização: 10/2013

Unidade Lider: Embrapa Agrobiologia

Líder de projeto: Marta dos Santos Freire Ricci de Azevedo

Contato: marta.ricci@embrapa.br

Galeria de imagens