Soluções Tecnológicas

Depósito fúngico

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: SAGGIN JUNIOR, Orivaldo

Como solicitar depósito fúngico?

1. O solicitante deve estar ciente dos critérios e modalidades de depósito descritos abaixo.

2. Encaminhar o pedido para cnpab.crbjd.pedidos@embrapa.br.

3. Após o recebimento do pedido e análise crítica, entraremos em contato com informações sobre a confirmação ou não do depósito, documentação necessária e custos.

Critérios de depósito:

a) Adequação ao escopo do acervo – As linhagens a serem depositadas devem estar enquadradas no escopo do acervo, ou seja, devem ser fungos que formem simbioses mutualistas com raízes de plantas.

b) Linhagem pura – Para depósito serão aceitas apenas amostras de linhagens puras. No caso de Glomeromycotas as linhagens puras deverão ser monoespecíficas, podendo ser compostas de solo-inóculo (quantidade mínima de 200 gramas), apenas esporos (quantidade mínima de 1.000 esporos) ou culturas em raízes ou plantas vivas, in vitro ou em vaso, devendo em todos os casos conter esporos viáveis de fungos micorrízicos arbusculares (FMA). No caso de outros fungos não biotróficos obrigatórios, a linhagem pura deverá ser monospórica e axênica, podendo ser composta de uma placa com a colônia ou esporos e micélios preservados em água, em frio, liofilizados ou ainda sob outra forma de preservação, desde que o material esteja viável.

c) Formulário de depósito – O depositante deve entregar o formulário devidamente preenchido, para cada linhagem a ser depositada. O formulário de depósito, adequado ao tipo de depósito escolhido, é entregue ao depositante após análise crítica da solicitação e aceite pelo curador.

d) Análise prévia – A amostra, após sua chegada no CRB-JD, é submetida à análise prévia, que consiste na avaliação da pureza e da autenticidade da espécie, baseada em caracteres taxonômicos da morfologia dos esporos, e na confirmação dos critérios de depósito, que pode ser rejeitado nessa ocasião.

e) Capacidade de trabalho – O CRB-JD aceita para depósito no máximo quatro linhagens por mês, quantidade compatível com sua capacidade de trabalho.

f) Linhagens não aceitas para depósito – O CRB-JD não aceita depósitos de fungos micorrízicos arbusculares de espécies extremamente agressivas e contaminantes em casa de vegetação, como Paraglomus ocultum, Rhizophagus diaphanus e Glomus microaggregatum. Isso se deve à extrema dificuldade de manter grande número de linhagens dessas espécies em isolamento. O CRB-JD também não aceita depósitos de fungos micorrízicos arbusculares de espécies extremamente comuns, cujo número de linhagens já existente no CRB-JD inviabiliza seu isolamento dentro da estrutura de casa de vegetação disponível.

g) Linhagem ainda não existente no acervo – O CRB-JD tem extremo interesse em receber o depósito de linhagens de fungos de espécies ainda não existentes em seu acervo. Neste caso, o depositante pode ser isento de eventual pagamento do depósito.

h) Nível de biossegurança: somente são aceitas para depósito no CRB-JD linhagens fúngicas classificadas no grupo de risco biológico 1, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Modalidades de depósito: as mesmas usadas para bactérias

Serviço: Análise Ano de Lançamento: 2016

Bioma: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal

Unidade Responsável: Embrapa Agrobiologia

Unidades Participantes: Embrapa Agrobiologia

Onde Encontrar:
Centro de Recursos Biológicos Johanna Döbereiner - Embrapa Agrobiologia
Rodovia BR-465, km 7, Seropédica, RJ, Brasil, CEP 23891-000
Telefone: (21) 3441-1614 ou 4331-1616
E-mail para pedidos: cnpab.crbjd.pedidos@embrapa.br
E-mail geral: cnpab.crbjd@embrapa.br

Link para mais informações: https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/3733/deposito-fungico

Galeria de imagens