Soluções Tecnológicas

Produção de xaxim agroecológico por enraizamento vegetal

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: BELLO, Liliane

No Brasil, o xaxim é conhecido como vaso ou suporte para cultivo de plantas ornamentais. Até alguns anos atrás, era feito com caules de Dicksonia sellowiana, uma planta também conhecida como xaxim. Devido a riscos de extinção, entretanto, a extração de D. sellowiana foi proibida por lei, o que gerou a busca por alternativas. A Embrapa Agrobiologia dispõe de uma tecnologia para produção de vasos semelhantes aos do xaxim original que emprega o enraizamento de milheto (Pennisetum glaucum). Esta planta tem rápido crescimento e, quando semeada em substrato de boa qualidade, gera abundante emaranhado de raízes, podendo formar vasos e suportes semelhantes aos obtidos com os caules de D. sellowiana. Trata-se de uma tecnologia inovadora e que apresenta considerável apelo de mercado. Como o processo produtivo é agroecológico e a matéria-prima é renovável e abundante, o produto foi batizado de “xaxim agroecológico”. Na produção dos vasos desse xaxim, a superfície lateral deve ser impermeabilizada, com cera de carnaúba ou equivalente, para imprimir resistência e obter uma maior durabilidade do produto, sendo dispensado o uso de colas e resinas. As etapas de produção são, basicamente, as seguintes: preenchimento e prensagem de substrato em recipientes de formas e tamanhos diversos; inserção de objeto cilíndrico no centro e preenchimento das laterais com substrato, para gerar a cavidade do vaso; semeadura de milheto; desenvolvimento em estufa, por 45 a 60 dias; suspensão da irrigação e remoção da parte aérea; secagem natural; aplicação de cera de carnaúba. O xaxim obtido tem boa capacidade de retenção de água e disponibilidade de nutrientes. Sua durabilidade ainda é menor do que a do xaxim original, mas estudos avançam buscando prolongar a sua “vida de prateleira”. O xaxim agroecológico já foi testado com sucesso no cultivo de orquídeas, éricas, samambaias, violetas e avencas. A tecnologia pode ser adotada por fábricas de vasos e substratos e, também, devido à simplicidade do processo produtivo, por pequenos produtores rurais, podendo gerar emprego e ser fonte de renda.

Serviço: Consultoria Ano de Lançamento: 2011

Onde Encontrar:
Embrapa Agrobiologia - (21) 3441-1500, Seropédica, RJ

Galeria de imagens