Culturas energéticas

Culturas com potencial energético têm sido estimuladas como alternativas ambientalmente mais sustentáveis ao uso intensivo de combustíveis de origem fóssil. Na Embrapa Agrobiologia, diversas ações de pesquisa são realizadas de modo a compreender e minimizar o impacto das atividades agroindustriais sobre o ambiente e, por outro lado, o impacto deste sobre essas culturas, frente a uma possibilidade de mudanças climáticas e dos processos biológicos a elas relacionados. 
 
Pesquisadores avaliam os balanços de energia e a dinâmica de emissões de gases com impacto no efeito estufa. Também são desenvolvidos estudos para reduzir o uso de fertilizantes químicos e a dependência externa desses insumos, por meio da fixação biológica de nitrogênio e de outros processos integrados de promoção do crescimento vegetal.