Responsabilidade Socioambiental

O respeito às questões ambientais é um dos valores da Embrapa no cumprimento de suas atividades.

Desde 1999 a Embrapa Agroindústria de Alimentos vem praticando o gerenciamento de resíduos químicos de laboratórios como consequência das ações para adequação da Unidade aos requisitos, na época, da norma INMETRO-NIT-DICLA 28, e atualmente, INMETRO-NIT-DICLA 35, que trata do credenciamento em Princípios de Boas Práticas de Laboratório, bem como aos requisitos da norma ISO 17025, sobre acreditação de laboratórios de calibração e ensaio.

Em 2009, as três Unidades do Rio de Janeiro (Embrapa Agrobiologia, Embrapa Agroindústria de Alimentos e Embrapa Solos), formaram o "Grupo Rio de Gestão Ambiental", com o intuito de se realizar ações voltadas para o tema meio ambiente, preservação e Educação Ambiental. A partir desta parceria foi possível, através de reuniões periódicas, idealizar e organizar atividades como cursos, ações de sensibilização, troca de informações, descarte de resíduos, coleta seletiva, entre outras.

Responsabilidade ambiental

A Embrapa Agroindústria de Alimentos tem como missão viabilizar soluções tecnológicas para a sustentabilidade da agroindústria de alimentos, com foco na inovação e segurança. A Unidade tem por compromisso realizar pesquisa e desenvolver produtos e serviços demandados pela agroindústria de alimentos, buscando soluções tecnológicas e de baixo impacto ambiental.

Tendo em vista a necessidade de um sistema de administração ambiental que visasse o uso de práticas operacionais e métodos administrativos, e com o intuito de reduzir ao máximo o impacto ambiental das atividades da empresa, em 2007  foi criado o Comitê Local de Gestão Ambiental (CLGA), composta por empregados da unidade como membros e presidida por um gestor.

O desafio de implementar uma Educação Ambiental efetiva entre seus empregados, estagiários e bolsistas, através de palestras e treinamentos, faz com que o CLGA tenha um forte papel socioambiental na unidade, para que se divulgue o sistema de Gestão Ambiental da empresa, sua importância e formas de colaboração.

Para alcançar estes objetivos, a empresa reúne os esforços de equipes de trabalho do , Comissão Interna de prevenção de acidentes (CIPA), Comissão Interna de Biossegurança (CIBio) e Unidade de Garantia da Qualidade (UGQ), que estão voltadas para a condução das ações de qualidade, segurança e ambiental. 

A Gestão Ambiental da Embrapa Agroindústria de Alimentos é de suma importância, pois associa a imagem da empresa ao da preservação ambiental, com ações ecológicas e ambientalmente corretas. 

O compromisso ambiental da Embrapa Agroindústria de Alimentos está pautado em cinco diretrizes:

1ª diretriz: atendimento à legislação ambiental vigente para a coleta, descarte e destinação final adequada para resíduos, tanto orgânicos quanto sólidos, gerados pelos laboratórios e plantas-piloto da Empresa, e incorporação da responsabilidade ambiental dos projetos de pesquisa da Unidade;

2ª diretriz: treinamentos e orientações aos funcionários, estagiários e parceiros que ingressem na Empresa, a intervalos regulares, por meio de ações relacionadas à Educação Ambiental;

3ª diretriz: combate ao desperdício de recursos naturais, estimulando a conscientização do corpo técnico e administrativo para o uso racional de água e energia elétrica e a coleta seletiva de materiais recicláveis, principalmente papel e plástico.

4ª diretriz: Gerir a Estação de Tratamento de Esgoto da Unidade.

5ª diretriz: Buscar, permanentemente, a melhoria da qualidade ambiental e ambiente de trabalho.

 

Contatos: ctaa.ambiental-l@embrapa.br