Notícias

14/06/19 |

Produção de madeira no semiárido é apresentada no PecNordeste

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Resultados obtidos em experimento conduzido nos últimos nove anos para seleção de espécies madeireiras no perímetro irrigado do Baixo Acaraú (Marco, CE), foram apresentados durante o Seminário Nordeste - Inovações na Integração Lavoura-Pecuária-Floresta que começou ontem (13) no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. O seminário faz parte da programação do XXIII PecNordeste e prossegue até sábado (15) com mesas redondas, workshop e visitas técnicas.

O desafio dos pesquisadores era produzir  espécies viáveis nas condições da região: solo arenoso e clima quente com ventos que favorecem o tombamento das árvores. Conforme a pesquisadora Diva Correia, da Embrapa Agroindústria Tropical, entre as espécies nativas que se destacaram na pesquisa estão Pau Darco Roxo, Angico, Sobrasil e Marupá. Entre as exóticas, sobressaíram-se a Casuarina, o Chichá e a Acácia Magium. Entre os eucaliptos, apenas um não se desenvolveu bem. 

A ação, realizada pela Embrapa Agroindústria Tropical e Florestas, contou com o apoio da Adece e Banco do Nordeste, Dnocs, Sindmóveis e Fiec. O projeto, que teve como motivação atender o pólo moveleiro cearense, agora prossegue com outras ações.

ILPF  - Entre os novos experimentos da pesquisa com espécies madeireiras está um estudo em fazendas do grupo J Macedo localizadas em Aracati (CE) com foco em sistema de produção integrada. Os testes envolvem clones de eucalipto e espécies nativas. Conforme o administrador das fazendas, Walter Gadelha, o estudo com madeiras é um dos componentes do sistema integrado que será implementado. Ele espera dobrar a produtividade das fazendas e produzir forragem mais barata para o gado. 

SEMINÁRIO - O objetivo do Seminário Nordeste - Inovações na Integração Lavoura-Pecuária-Floresta é discutir inovações desenvolvidas pela Embrapa e parceiros para os sistemas de produção integrada no Nordeste. A tecnologia é uma estratégia de produção que reúne diferentes sistemas agrícolas, pecuários e florestais numa mesma área. Pode ser feita em cultivo consorciado, em sucessão ou em rotação, de forma que haja benefício mútuo para todas as atividades. 
O evento é promovido pela Embrapa e Associação Rede ILPF (Rede ILPF), em parceria com a Federação da Agropecuária do Estado do Ceará (Faec) e o XXIII PecNordeste. A Associação Rede ILPF é uma parceria público-privada formada por Embrapa, Cocamar, Bradesco, John Deere, Ceptis, Premix, Soesp e Syngenta. O objetivo da entidade é acelerar adoção das tecnologias de ILPF no País.
 
 

Veronica Freire (MTb 01125/JP)
Embrapa Agroindústria Tropical

Contatos para a imprensa

Telefone: (85) 33917116

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

ilpf