Capacitação Continuada de Técnicos da Cadeia Produtiva do Leite

Mato Grosso é reconhecido nacional e internacionalmente pela expressiva produção de grãos e pecuária de corte. Contudo, o estado ainda não apresenta números expressivos na pecuária leiteira. Ocupa apenas a 8ª colocação no ranking nacional, com aproximadamente  722 milhões de litros ao ano (2,2% da produção nacional).

Cerca de 72% dos produtores de leite de Mato Grosso produzem até 100 litros/dia e a média de leite vaca/dia é de 4,7 litros. A baixa produtividade das pastagens, na maioria Brachiaria brizantha, leva à baixa taxa de lotação, em torno de 0,8 UA/ha.

Em Mato Grosso, a produção de leite é concentrada no período das águas e com redução em torno de 40% no período da seca. A qualidade do leite é ruim e a maioria da produção é destinada para fabricação de queijo muçarela.

Outra deficiência que leva à baixa renda dos produtores é a falta de acompanhamento zootécnico e veterinário, condição precária de higiene na ordenha, falta de foco na atividade e gestão da propriedade.

A mão de obra utilizada é essencialmente familiar e, em sua grande maioria, sem capacitação.  Devido à pequena participação da assistência técnica oficial nos programas de capacitação, a maioria dos produtores buscam informações com seus vizinhos e ou na TV. De modo geral, estes conhecimentos são superficiais, inviabilizando um avanço no nível tecnológico nas propriedades.

Desta forma, foi articulada e estabelecida parceria entre instituições públicas e privadas que atuam na cadeia produtiva leiteira de Mato Grosso, em busca da reversão dessa situação.

A Capacitação Continuada consiste em um método contínuo e sistêmico de formação e treinamento de técnicos multiplicadores da assistência técnica e extensão rural (ATER). Em contato constante com a pesquisa, esses técnicos capacitados formam e treinam grupos organizados de técnicos multiplicadores de campo. Esses profissionais, por sua vez, repassam as tecnologias para grupos organizados de produtores rurais.

Através das Unidades de Referência Tecnológica (URTs) implantadas pelos técnicos multiplicadores, as tecnologias disponibilizadas nos módulos teóricos de capacitação são postas em prática sob a orientação da equipe técnica da Embrapa e de parceiros. Esta importante ferramenta de transferência de tecnologia possibilita que o conhecimento seja repassado aos grupos de interesse de forma prática e dinâmica.

Coordenação: Orlando Lúcio de Oliveira Júnior
orlando.oliveira@embrapa.br
66 3211-4235

Baixe conteúdo dos módulos da capacitação

Leite

Documentos
Não existem documentos ou arquivos de mídia nesta pasta.
Nome Tamanho
Não existem documentos ou arquivos de mídia nesta pasta.
Não existem documentos ou arquivos de mídia nesta pasta.