·         Nome cientificoCecropia Sp.

·         Nome popular: Embaúba

·         Ciclo de vida:

·         Classificação cientifica

o   Classe: Dicotiledônea

o   Família: Cecropiaceae

o   Gênero:

·         Ocorrência: Região amazônica, principalmente no Estado do Amazonas, nas matas secundárias. Planta Perenefólias, Heliófita, mais ou menos indiferente quanto ao teor de umidade do solo, pioneira, característica e exclusiva das capoeiras e capoeirões da região Amazônica, tanto de terra firme quanto de várzeas inundáveis. Apresenta frequência elevada com dispersão mais ou menos continua e irregular. Ocorre preferencialmente em várzeas e beira de rios sobre terrenos arenosos de boa fertilidade em áreas de derrubadas recentes, onde chefa a formar populações puras.

·         Texto geral da espécie: Altura de 10-15 m, dotada de copa corimbosa, com ramos eretos quase verticilares. Tronco ereto e cilíndrico, fistuloso, de 20-30 cm de diâmetro, com casca lisa marcada pelas cicatrizes das estípulas e pecíolos antigos. Folhas alternas, compostas palmadas, sobre pecíolos glabros de 20-30 cm de comprimento. Folíolos coriáceos, em numero de 12-14, brilhantes na face superior e brancos na inferior, glabros com esparsa pubescência nas nervuras principais, os maiores de 40-45 cm de comprimento por 9-10 cm de largura, sobre peciólulos de 3-6 cm. Flores femininas congestas e branco-pubescentes, com a espata floral glabra e membranácea, com pedúnculo comum de 6-8 cm.

·         Utilidade: Os frutos são muito procurados por aves e outros animais e as folhas são o alimento principal do bicho-preguiça. A arvore possui atributos ornamentais que a recomendam para o paisagismo

·         Período de florescimento: Floresce durante longo período de do ano, predominando em agosto-novembro. Os frutos amadurecem em novembro-fevereiro.

·         Sementes e mudas

o   Obtenção de sementes: colher as infrutescências diretamente da arvore quando aparecerem parcialmente comidas. Em seguida deixa-las amontoadas em saco plástico durante alguns dias até sua decomposição parcial para facilitar a remoção  das pequenas sementes através de lavagem em água corrente dentro de uma peneira fina. Um kg de sementes contém aproximadamente 3 milhões de unidades.

o   Produção de mudas: colocar as sementes para germinação logo após a colheita em canteiros semi-sombreados contendo substrato organo-argiloso. Não cobri-las mas apenas irrigar suavemente o canteiro para enterrar um pouco as minúsculas sementes. Pode-se também irrigar a suspensão de sementes e polpa diretamente sobre o canteiro. A emergência ocorre em 2-3 semanas e a taxa de germinação é média