Tecnologias para o cultivo sustentável de bacurizeiro, camucamuzeiro, cajazeira e muricizeiro - melhorFRUTA fase III

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: Rosa, Ronaldo

A fase III do projeto Melhorfruta envolve a continuidade de ações e avanços de tecnologias visando o cultivo sustentável das espécies bacurizeiro, camucamuzeiro, cajazeira e murucizeiro, iniciada nas fases I e II, com avaliação de clones e otimização de métodos mais eficientes para a propagação dessas espécies visando o manejo agronômico, com recomendação de podas de condução, adubação e o controle de pragas e doenças. Com vistas a elaboração de sistemas de produção para os clones indicados. A proposta tem como objetivo geral: avaliar e indicar produtos pré-tecnológicos na forma de clones de bacurizeiro, cajazeira, camucamuzeiro e muricizeiro definindo métodos de propagação eficientes e eficazes, técnicas de manejo e o controle de pragas e doenças, visando futura elaboração do sistema de produção para os clones indicados. E como específicos: a) avaliar e indicar clones de bacurizeiro, camucamuzeiro e muricizeiro com elevada produtividade e rendimento de polpa; b) avaliar e recomendar técnicas de manejo agronômico de clones de bacurizeiro, camucamuzeiro, cajazeira e muricizeiro; c) avaliar e definir métodos para a propagação de clones de bacurizeiro, camucamuzeiro, cajazeira e muricizeiro; d) realizar ações de transferência de tecnologias geradas no projeto e avaliar a taxa de adoção; e) avaliar e indicar métodos de controle de pragas e doenças em clones de bacurizeiro, cajazeira, camucamuzeiro e muricizeiro. Desta forma, com o avanço das pesquisas com clones das quatro espécies contempladas no projeto, será possível recomendação de plantas adaptadas, mais produtivas e com produção estável. Além disso, o cultivo das espécies frutíferas nativas contribuirá para a redução do extrativismo praticado na região, além de ser uma alternativa real de renda e, consequentemente, melhoria da qualidade de vida para assentados e pequenos agricultores. Para atingir os objetivos propostos o projeto está estruturado com seis (06) planos de ação. O primeiro plano de ação cuidará da gestão do projeto - deverá prover o projeto com apoio administrativo e financeiro além da organização de workshops, cursos, palestras e dias de campo, além da identificação de ativos tecnológicos passíveis de proteção intelectual e registros de clones junto ao MAPA. No segundo plano de ação serão obtidas as informações sobre métodos para otimização da propagação do bacurizeiro, cajazeira e murucizeiro. O terceiro plano de ação propõe estudos para o manejo agronômico de clones. O quarto plano de ação - tem como objetivo avaliar os clones de bacurizeiro, camucamuzeiro, muricizeiro e cajazeira, identificados e selecionados na fase anterior do projeto, visando o lançamento e a recomendação de plantas com maior produtividade e frutos com maior rendimento de polpa. O quinto plano - visa realizar a avaliação e métodos de controle de pragas e doenças. O sexto e último plano de ação será responsável pela transferência das tecnologias geradas no projeto, para tanto estão previstas parcerias com a Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Instituto Federal de Educação do Pará (IFPA), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal de Roraima (UFRR). O projeto contempla a obtenção de pelo menos 19 resultados, incluindo avanços de conhecimento, formação de agentes multiplicadores, arranjos institucionais, metodologias científicas, práticas agropecuárias, além da geração de produtos pré-tecnológicos. Esses resultados serão entregues nas mais diversas formas. A continuação das pesquisas desenvolvidas no projeto acarretará os seguintes impactos potencias para sociedade e para as espécies frutíferas contempladas na proposta:A valorização dos produtos no mercado mediante a divulgação de sistemas de produção e melhoria da qualidade dos frutos ofertados; Geração de conhecimentos para o cultivo de espécies e finalmente práticas e técnicas de manejo para as espécies contempladas no projeto.

Ecossistema: Amazônico, Meio Norte

Situação: concluído Data de Início: 01/2016 Data de Finalização: 12/2019

Unidade Lider: Embrapa Amazônia Oriental

Líder do Projeto: Walnice Maria O do Nascimento

Contato: walnice.nascimento@embrapa.br