Produtores têm acesso fácil a informações sobre risco climático e material genético mais adequado a seu tipo de solo e município

O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo foi criado para facilitar a consulta às informações do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), uma ferramenta de apoio aos instrumentos de política agrícola e de gestão de riscos na agricultura, capaz de subsidiar a tomada de decisão para o planejamento e a execução de atividades no campo. Com base em séries históricas, o zoneamento permite identificar as janelas de plantio em que há menor chance de frustração de safra devido a eventos climáticos adversos. A ferramenta abrange 43 culturas agrícolas e sistemas de produção em 5.507 municípios do território nacional.

Além de ajudar o agricultor a verificar a época do ano mais indicada para o plantio, o aplicativo fornece as cultivares adaptadas para cada região, para 12 culturas e seus respectivos sistemas de produção. A lista oferece informações que vão desde as instituições detentoras das cultivares até as principais características agronômicas cadastradas no Registro Nacional de Cultivares, como, por exemplo, a produtividade potencial, o evento de transformação genética e o tempo de maturação e de floração. Com isso, o produtor tem na palma da mão informações qualificadas sobre duas variáveis importantes no momento de planejar o plantio: o risco climático e o material genético mais adequado.

Vídeo institucional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento mostra como funciona o Zoneamento de Risco Climático.

Mais informações

O zoneamento é condição fundamental para agricultores, bancos e seguradoras, pois o atendimento às recomendações do Zarc é obrigatório para acesso aos recursos do Programa de Garantia de Atividade Agropecuária (Proagro), do Proagro Mais, destinado à agricultura familiar, e do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). Agentes financeiros também condicionam a concessão do crédito rural à observância dos indicativos do Zarc. Os programas de seguro rural movimentam cerca de 1,3 bilhão de reais anualmente em quase 300 mil operações.

Confira nas tabelas abaixo a relação de tecnologias de Sistemas e serviços que geraram impactos sociais, ambientais, institucionais e econômicos.

Impactos das soluções tecnológicas de Sistemas e serviços

Legenda: nd (não definido).
Notas: (1) Participação da Embrapa; (2) Ano do último aprimoramento da tecnologia em adoção; (3) Adoção (quantidade); (4) Impacto ambiental; (5) Impacto institucional.
Metodologia: Avaliação dos impactos de tecnologias geradas pela Embrapa - metodologia de referência.

As campeãs de impacto econômico

Zoneamento agrícola de risco climático (Zarc)

Esta metodologia analisa as características de clima, tipo de solo e o ciclo de cultivares para indicar as datas com menor risco para plantio de diferentes culturas por municípios. Atualmente, o Zarc já contempla 40 culturas, sendo 15 de ciclo anual e 24 permanentes, em 24 Unidades da Federação. As recomendações da tecnologia balizam progrmas de governo como Proagro e Proagro Mais, além do seguro rural.Em 2020, a adoção do Zarc proporcionou um impacto econômico superior a 8 bilhões de reais. Saiba mais.

RenovaCalc: Calculadora do índice de intensidade de carbono do RenovaBio

A RenovaCalc é uma ferramenta que calcula eficiência energética e emissão de gases de efeito estufa da produção de biocombustíveis, englobando aspectos agrícolas e industriais. A tecnologia estabelece diretrizes para a certificação da atividade das usinas, visando à emissão de Créditos de Descarbonização (CBios). Em 2020, a utilização do Renovacalc foi responsável por um impacto econômico de 282,6 milhões de reais para a sociedade brasileira.Saiba mais. Foto: José Roberto Miranda

Zoneamento agroecológico de Alagoas (Zaal)

O zoneamento agroecológico utiliza informações climáticas e estudos de solos para subsidiar gestores e tomadores de decisão sobre os recursos naturais de Alagoas. Trata-se de uma ferramenta para o planejamento e o aproveitamento sustentável do território do estado. Em 2020, a adoção do Zaal foi responsável por um impacto econômico de 26,5 milhões de reais.Saiba mais. Foto: Saulo Coelho Nunes

Adoção das soluções tecnológicas de Sistemas e serviços

Nota: (1) Ano do último aprimoramento da tecnologia em adoção.

Análise

Os sistemas e serviços englobam uma gama de soluções relacionadas à adoção consolidada e tecnologias bem diversas. Entre eles encontram-se as soluções tecnológicas digitais, que revelam outro tipo de pesquisa desenvolvida pela Embrapa e compreendem aplicativos, softwares, sistemas de inteligência, banco de dados, métodos e outros tipos de serviços. Em uma classificação simples, são divididos em repositórios e acesso à produção científica e soluções tecnológicas digitais para a agricultura, produção animal e geração de informações ambientais. A adoção dessas soluções tecnológicas é medida por meio da contagem dos acessos, downloads e quantidade de usuários. Difícil aqui é estabelecer a possível relação de causalidade entre o aumento da renda do adotante e o uso da solução tecnológica. Por sua vez, é seguro dizer que, em 2020, o uso dos repositórios e do acesso à produção científica da Embrapa atingiu mais de 10 milhões de acessos, 48 milhões de downloads e 1,4 milhão de usuários. 

Aqui o usuário e beneficiário direto, além do setor agropecuário, é a comunidade científica. Assim, pode-se afirmar que os resultados da pesquisa pública são apropriados diretamente por toda a sociedade.

Os benefícios econômicos gerados por parte dessa amostra de soluções tecnológicas chegaram a 8,89 bilhões de reais.

As soluções tecnológicas digitais são disponibilizadas gratuitamente para o público em geral.

Acesso aos sistemas e serviços de informação da Embrapa