12/08/16 |   Agricultura familiar  Produção vegetal  Transferência de Tecnologia

Pimenta-do-reino: produtores e técnicos recebem treinamento em Baião

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Ronaldo Rosa

Ronaldo Rosa -

Termina nesta sexta-feira (12) o prazo para as inscrições ao treinamento "Boas práticas para o aumento da produtividade e qualidade da pimenta-do-reino", aberto a produtores rurais e técnicos extensionistas, que será realizado pela Embrapa Amazônia Oriental de 24 a 26 de agosto no município paraense de Baião (PA).

"Esse curso visa à socialização de conhecimentos para a formação de multiplicadores e faz parte de um projeto de transferência de tecnologia liderado pela Embrapa para orientação dos produtores rurais quanto ao uso das práticas agrícolas no sistema de produção da pimenteira-do-reino e cuidados para a obtenção de um produto final de qualidade", destaca o pesquisador Oriel Lemos, coordenador do evento.

Da programação dos dois primeiros dias (na Biblioteca Municipal de Baião) constam explanações sobre solos (escolha de área, calagem, adubação e nutrição de plantas de pimenteira-do-reino), tutor vivo com gliricídia, sistema de irrigação em pimenteira-do-reino, principais cultivares, produção de mudas e controle da fusariose com nim indiano, doenças causadas por fungos e vírus, insetos associados a cultivos de pimenteira-do-reino, colheita e beneficiamento, secagem e armazenamento.

Além do coordenador Oriel Lemos, outros instrutores da Embrapa ministrarão o treinamento: Sônia Maria Botelho, Antônio José Menezes,  Marli Poltronieri, Simone Rodrigues, Ilmarina Menezes, Alessandra Boari e Walkymário Lemos. Pela Emater, Emanuel Pantoja e, pela Ufra, Joaquim Alves de Lima Jr.

INSCRIÇÕES

Após o treinamento em Baião haverá outro nos mesmo moldes em Castanhal, de 28 a 30 de setembro. As inscrições para ambos podem ser feitas na página da Embrapa Amazônia Oriental na internet, no link: https://www.embrapa.br/amazonia-oriental/transferencia-de-tecnologia/eventos-tt/pimenta-do-reino

DIA DE CAMPO

O terceiro dia de treinamento em Baião é aula prática (sexta, 26, pela manhã), em área do produtor Francisco de Assis Rosa dos Santos. O dia de campo é aberto à comunidade agrícola (agricultores, estudantes, técnicos, extensionistas, agente de crédito, associações, cooperativas) e demais interessados na visualização de tecnologias adotadas na cultura da pimenteira-do-reino.

"A adoção de boas práticas no sistema de produção da pimenteira-do-reino é considerada uma estratégia para mudar o cenário atual e alavancar a produtividade da pimenta-do-reino no Estado", contextualiza Oriel Lemos. O Pará é o principal produtor nacional de pimenta-do-reino, sendo responsável por 90% da produção do País, porém a ocorrência de doenças, principalmente, tem afetado a longevidade dos pimentais, que caiu pela metade, alcançando apenas 5 a 6 anos. Além disso, o mercado internacional exige padrões de qualidade dos grãos que precisam ser atingidos pelos produtores.

O conjunto de recomendações tecnológicas da Embrapa para a cultura foi condensado na cartilha "Boas práticas agrícolas para aumento da produtividade e qualidade da pimenta-do-reino no Estado do Pará", disponível gratuitamente na internet.

Izabel Drulla Brandão (MTb 1084 - PR)
Embrapa Amazônia Oriental

Contatos para a imprensa

Telefone: (91) 3204 1200

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

boas práticaspimenta-do-reino

Conteúdo relacionado