24/04/14 |   Gestão Estratégica

Lançado documento Visão 2014-2034

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

"Sistemas de inteligência nos estimulam a mudar a visão de mudança gradual, a visão de que o mundo de ontem acaba encontrando um espaço no mundo de hoje, e de que o mundo de hoje acha seu canto no mundo de amanhã. Sabemos que as coisas não são mais assim. Vivemos uma época de mudanças radicais. Devemos inovar de forma contínua para sermos capazes de fazer frente aos desafios, na grandeza e na complexidade que vêm em nossa direção". Com essas palavras, o presidente Maurício Lopes justificou a importância do Agropensa, Sistema de Inteligência Estratégica da Embrapa, em seu discurso, nesta quinta-feira (24), durante a solenidade de comemoração dos 41 anos da Embrapa. Na ocasião, o primeiro grande resultado do Sistema - o documento "Visão 2014 – 2034, o Futuro do Desenvolvimento Tecnológico da Agricultura brasileira" - foi apresentado.  

Acesse o documento

"Não podemos mais prescindir, no Brasil e em qualquer lugar do mundo, de estratégias muito precisas de antecipação do futuro, de antevisão de riscos, desafios e oportunidades. Os países que avançam rápido, avançam com base em seus ambientes de reflexão e de antevisão do futuro. É um sistema poderoso de inteligência que queremos trazer para a agricultura brasileira, consolidando uma grande rede de conhecimento com nosso parceiros públicos e privados", disse. Na solenidade, foi transmitido um vídeo explicando o Sistema Agropensa, cujo objetivo é o trabalho em rede para produzir e difundir conhecimento. Parte-se do pressuposto de que nenhuma instituição detém todas as competências e, por isso, os atores do Sistema buscam o compartilhamento de ideias. Os resultados  dos estudos e análises darão origem a estratégias planos, agendas e apoio a politicas públicas. 

O documento Visão
O documento é fruto de estudos e discussões que envolveram  mais de 200 profissionais de 37 Unidades Descentralizadas e sete Unidades Centrais da Embrapa e de mais de 30 instituições parceiras. Foram realizados benchmarkings junto a instituições de pesquisa, desenvolvimento e inovação e a representantes  das cadeias produtivas nacionais, além de seminários e paineis com especialistas. Foram produzidos também estudos, análises e outros documentos de apoio. As informações nele contidas darão suporte a planos e ações estratégicos para a Instituição e parceiros, conforme os objetivos do Sistema Agropensa.

O conteúdo do documento expressa a lógica adotada para todo o Agropensa – a da visão que evolui. Isso quer dizer que o documento estará aberto a revisões e mudanças, em um processo contínuo de construção, de acordo com novos desafios que se apresentem à pesquisa agropecuária e aos quais a Embrapa estará atenta. O próprio Sistema de Inteligência, na sua proposta, parte da afirmativa de que esses desafios são cada vez mais complexos e dinâmicos e exigem das instituições  constante capacidade de antecipação de tendências e de revisão de foco.   

De acordo com o texto do documento, nos debates e análises que resultaram no "Visão 2014-2034", houve convergência para quatro grandes eixos de impactos que nortearão as ações de pesquisa, desenvolvimento e inovação agropecuária para as próximas duas décadas. O primeiro é a busca pela sustentabilidade em todas as suas dimensões (técnico-econômica, social, ambiental); o segundo, a promoção da pesquisa e da inovação para a inserção estratégica e competitiva do Brasil na bioeconomia; o terceiro, a contribuição com o arcabouço de políticas públicas nacionais e internacionais de impacto para o "Rural Brasileiro" e, por fim, o fomento a ações integradas para a inclusão produtiva e a redução da pobreza rural.

A lógica eleita pelos atores que participaram da construção do documento para organizar os estudos prospectivos e dar foco e agilidade à coleta, organização e qualificação da informação, foi a de macrotemas. São eles: Recursos Naturais e mudanças climáticas; Novas ciências - biotecnologia, nanotecnologia e geotecnologia; Automação, agricultura de precisão e tecnologias da informação e comunicação (TIC); Segurança zoofitosanitária das cadeias produtivas; Sistemas de produção; Tecnologia agroindustrial, da biomassa e química verde; Segurança dos alimentos, nutrição e saúde; Mercados, políticas e desenvolvimento rural e Agricultura Familiar.

 

  Vídeo institucional do Agropensa

 

 

 

Texto: Marita Cardillo (2264 DF)
Secretaria de Comunicação

Contatos para a imprensa

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

agropensa