01/08/08 |

Aceiros evitam propagação de fogo em pastagens

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Aceiros são faixas ao longo das cercas onde a vegetação foi completamente eliminada da superfície do solo. A finalidade é prevenir a passagem do fogo para área de vegetação, evitando-se assim queimadas ou incêndios.  Em época de seca é comum a ocorrência de queimada em pastos e uma das formas de evitar o problema é fazer aceiro. Ele protege cercas, postes, balancins e arames. Devem ser feitos no início do período seco, quando a vegetação começa a secar. É uma maneira eficaz de evitar a entrada de fogo nas invernadas. Recomenda-se que sejam confeccionados ao longo de cercas divisórias com outras fazendas, nas invernadas dentro da própria fazenda e nas divisórias de estradas rodoviárias.  Para fazer o aceiro é necessário tirar a vegetação nos dois lados da cerca, explica o técnico agrícola e gestor do campo experimental da Embrapa Gado de Corte, Marcelo Paschoal. "As faixas devem medir entre 2 e 4 metros de largura, ou 2,5 vezes a altura da vegetação", explica.  Paschoal relaciona uma série de ferramentas que podem ser utilizadas na confecção do aceiro. "Dependendo do local, usa-se grade aradora e onde não se entra com trator utiliza-se a enxada. Os materiais mais utilizados são os enxadões, rastelos, gadanhos, facões, foices, machados e tratores de lâmina ou de grade.

Em caso de emergência, o técnico recomenda aos produtores manter na propriedade pessoas capazes de combater incêndios e com ferramentas apropriadas como abafadores. "O principal controle de fogo é conscientizar os empregados da fazenda dos danos e reflexos negativos que ele oferece ao homem e à natureza", conclui Paschoal. As queimadas empobrecem o solo, poluem, destroem redes de eletricidade, cercas, causam acidentes nas estradas o que reflete em prejuízos para o país. "Na produção sustentável, queimar não é aconselhável, o melhor é evitar sua propagação na fazenda e possível destruição da massa seca reservada aos animais", opina o engenheiro-agrônomo e pesquisador da área de pastagens, Rodrigo Amorim. Ele diz que o produtor não deve abrir mão das técnicas de reservar alimentos para servir aos animais na época seca, mas deve evitar a perda desse alimento porque os animais não podem passar fome na seca e em nenhuma outra época do ano.      O produtor deve esquecer técnicas antigas de usar fogo para controlar pragas na pastagem, limpar áreas para plantio, renovar pasto, entre outras. Hoje, tecnologias eficientes substituem o uso do fogo nos sistemas de produção. O melhor é procurar soluções alternativas para as principais atividades agropecuárias.  As queimadas afetam negativamente a biodiversidade e a dinâmica dos ecossistemas, aumentam o processo de erosão, deterioram a qualidade do ar, provocam danos ao patrimônio público e privado, acarretando prejuízos para toda a sociedade.  Outras informações podem ser obtidas na área de Comunicação Empresarial pelo telefone: (61) 3368-2000 ou no endereço eletrônico: sac@cnpgc.embrapa.br  

Eliana Cezar Silveira ( DRT-15.410-SP)Contatos: (67) 3368-2142eliana@cnpgc.embrapa.br  

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/