13/03/17 |   Agricultura familiar  Florestas e silvicultura

Embrapa Florestas recebe Comenda Florestal no RS

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Emater/Ascar-RS

Emater/Ascar-RS -

A Embrapa Florestas foi uma das instituições a receber a Comenda Florestal, homenagem prestada pelo Fórum Florestal durante a Expodireto (Não-Me-Toque/RS), às entidades que sempre apostaram na ideia de trabalhar a temática florestal tanto durante a feira quanto na região.  O evento aconteceu na quinta-feira, 09/03.

"Há dez anos atrás conseguimos inserir o assunto florestas nessa região, que é o centro da produção de grãos do RS. Até então isso parecia uma utopia e se tornou realidade. Essa homenagem é uma forma de agradecer as entidades que sempre apoiaram esse trabalho e colaboram para manter de pé essa ideia", explicou o coordenador do Fórum, Ilvandro Barreto de Melo. 

No discurso de agradecimento, Edson Tadeu Iede, Chefe Geral da Embrapa Florestas, lembrou que a empresa trabalha para desenvolver tecnologias para a produção sustentável e que as parcerias são extremamente importantes para que estas tecnologias cheguem aos produtores rurais.

Além da Embrapa Florestas, a Comenda foi entregue à Cotrijal, Emater/RS-Ascar, Câmara Setorial da Erva-Mate, Sindimate/RS, Ibramate, Sindimadeira/RS e Ageflor. 

Entre as autoridades que participaram do Fórum Florestal estavam, o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcísio Minetto, o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, o vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder, o chefe geral da Embrapa Florestas, Edson Iede, o presidente do Sindimate/RS, Álvaro Pompermayer, o presidente do Sindimadeira/RS, Serafim Quissini e o presidente do Ibramate, Valdir Zonin.

Erva-mate é tema do Fórum Florestal
Ao completar dez anos de debates e ações envolvendo a silvicultura no RS, o Fórum Florestal deste ano reuniu produtores, entidades e lideranças envolvidas com o setor tendo como tema a cadeia produtiva da erva-mate. A Embrapa Florestas tem trabalhado com esta cadeia, em um trabalho de transferência de tecnologias para aumento da qualidade e produtividade do setor, formado por mais de 30 mil propriedades rurais, em especial da agricultura familiar.

O secretário da SDR, Tarcísio Minetto, falou da erva-mate, salientando que é uma das produções mais importantes dentro das cadeias produtivas do RS. Para ele, as dificuldades existem, mas com o trabalho conjunto das entidades é possível desenvolver cada vez mais o setor. "Precisamos enxergar os desafios como oportunidades, fatores que possam contribuir para o desenvolvimento do setor, pensando no agricultor, na otimização do uso da terra, que é restrita, e na geração de renda", afirmou Minetto.

O presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, lembrou do trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) desenvolvido pela Instituição para estimular e qualificar a atividade. Kuhn falou ainda sobre a importância do programa estadual que visa à qualidade e valorização da erva-mate, que foi tema de uma das palestras do Fórum Florestal. "Esse é o objetivo do programa, aumentar a qualidade dos produtos da erva-mate, proporcionar o aumento da renda e o fortalecimento da organização da cadeia produtiva de forma articulada às instituições públicas e privadas do Estado", declarou o presidente.

O Programa Gaúcho para a Qualidade e Valorização da Erva-Mate, coordenado pela SDR, será executado pela Emater/RS-Ascar. As propostas que compõem o Programa foram formuladas com o apoio de instituições de todo o Estado, envolvidas com a cadeia produtiva da erva-mate. Durante o Fórum Florestal, o diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura, fez a apresentação do Programa, relatando os objetivos e metas esperadas através dessa ação. O lançamento oficial do Programa acontecerá no dia 21 de março, em Rio Pardo, durante a Expoagro Afubra.

Ainda no Fórum Florestal, os participantes puderam acompanhar uma palestra sobre Boas Práticas de Fabricação para erva-mate e derivados, considerando a portaria SES/RS nº 194/2016. A palestrante, Maria Aparecida Frozza, do Núcleo Estadual de Vigilância Sanitária da Secretaria Estadual de Saúde, falou sobre os impactos ao produtor, à indústria e ao consumidor.

Marcela Buzatto - Jornalista
Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar na Expodireto

Telefone: (55) 9 99853680

Katia Pichelli (Mtb 3594/PR)
Embrapa Florestas

Telefone: (41) 3675-5638

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

comenda florestalfórum florestalexpodireto