17/03/17 |   Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação  Transferência de Tecnologia

Primeiro dia: ExpoTec Embrapa 2017 começa com grande público e muita tecnologia

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Henrique de Oliveira

Henrique de Oliveira - 600 visitantes prestigiaram o evento

600 visitantes prestigiaram o evento

O evento recebeu durante a manhã de ontem, 16 de março, cerca de 600 visitantes na Fazenda Capivara, sede da Embrapa Arroz e Feijão. Criada para dar conhecimento às tecnologias desenvolvidas pela Empresa para o Cerrado brasileiro, a exposição trouxe, nesse primeiro dia, as novidades em pesquisas de milho, sorgo, soja, algodão, arroz e feijão. A abertura foi feita pelo chefe-Geral da Unidade, Alcido Wander, que destacou o crescimento da Exposição a cada edição e a sua consolidação, agradecendo o apoio das Instituições Parceiras, que se fazem presentes todos os anos: Faeg/Senar, Unipasto, Cocamar, Dow, AgroSciences, John Deere, Parker e Syngenta.

Em seguida, por sua vez, o presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), Arthur Toledo, falou sobre a grandeza da Embrapa na composição do status da Agropecuária do Estado de Goiás e, assim como o chefe da Unidade, ressaltou a força do nome da Empresa na promoção de parcerias com as mais diversas instituições, viabilizando pesquisas e projetos que mobilizam o setor.

A próxima a falar foi a coordenadora técnica do Senar, Sílvia Romano, representando o seu presidente, José Mario Schreiner. Sílvia reafirmou a importância da parceria entre as instituições, nesta e em outras ações nas quais trabalham para o crescimento do setor agropecuário goiano.

O presidente da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária, Pedro Arraes, em seu pronunciamento, destacou a característica de Unidade hub da Embrapa Arroz e Feijão, um ideal alimentado por ele desde a sua passagem na direção desta Unidade (Pedro Arraes tem sua origem como pesquisador da Embrapa, tendo ocupado a Presidência da Empresa de 2009 a 2012). Segundo ele, sem a presença dos Núcleos Regionais de outros Centros de Pesquisa, não seria possível realizar evento tão completo e grandioso. Arraes falou ainda sobre o cenário vislumbrado para a Agricultura em 2030 e como o trabalho conjunto será determinante para que o Brasil confirme seu papel de protagonista e líder mundial na produção de alimentos.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento foi representado por Júlio César Carneiro, superintendente Federal da Agricultura em Goiás, reafirmando os discursos anteriores e acrescentando a garantia da segurança alimentar promovida pelas ações conjuntas das instituições que se faziam presentes e a satisfação em estar à frente de um trabalho colaborativo que estimula e faz crescer a agropecuária do Estado.

O último a falar foi o coordenador da ExpoTec 2017, Luiz Otávio Moreira, que fez o agradecimento a todos os presentes e declarou oficialmente aberta a Exposição

Além das autoridades que fizeram uso da palavra, estiveram presentes no evento os chefes Geral, Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento e Adjunto de Transferência e Tecnologia da Embrapa Cerrados, Cláudio Takao, Marcelo Carvalho e Sebastião Pedrosa, respectivamente; Maria José Del Peloso - diretora técnica de Pesquisa da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária; João Henrique Zonta chefe-Adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Algodão; Luiz Vilela, representando a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); Nirlan Arruda, do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Goiás (Conesan); e Paulo Ximenes, da Universidade Federal de Goiás (UFG).

As seis estações montadas no primeiro dia abordaram as cultivares, novas ou lançadas anteriormente, desenvolvidas pela pesquisa da Embrapa, apresentando as principais características de cada uma, tais como: controle genético, precocidade e produtividade, além de ações de manejo de doenças, resistência a inseticidas, utilização de nitrogênio em feijão, indutores de resistência no arroz, rotação de cultura e sistemas produtivos (Plantio Direto na Palha, ILPF, etc.).

Dois assuntos se destacaram no primeiro dia: O pré-lançamento da Cultivar de Feijão Carioca Superprecoce da Embrapa Arroz e Feijão, BRS FC104, com características que prometem revolucionar a produção de feijão-comum (veja texto no site da Unidade), e o Uso do Clorofilômetro Portátil na Análise e Quantificação do Nitrogênio a ser Aplicado em Cobertura no Feijoeiro, que promove economia surpreendente (link para Comunicado Técnico sobre o tema).

Todos os temas podem ser aprofundados no site www.embrapa.br ou pelo SAC-Embrapa.

A ExpoTec Embrapa 2017 continua hoje, dia 17 de março, na Fazenda Capivara, com temas voltados para a Pecuária.

PALESTRANTES - RESPONSÁVEIS TÉCNICOS PELAS ESTAÇÕES

  • Odilon Saraiva, Cláudia Godoy e Edson Hirose (Embrapa Soja)
  • Rodrigo Veras, Adelmo Rezende e Luíza Vasconcelos (Embrapa Milho e Sorgo)
  • Adriano Castro, Marta Cristina Filippi, Murillo Lobo, Leonardo Melo, Pedro Marques, Luciene Camarano e Pedro Sarmento (Embrapa Arroz e Feijão)
  • José Ednilson Miranda, Alexandre Barcelos e Camilo Morello (Embrapa Algodão)

Henrique de Oliveira (Mtb/GO 1.960)
Embrapa Arroz e Feijão

Telefone: (62) 3533-2108

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

expotec 2017