14/06/17 |   Geotecnologia

Soluções da Academia Chinesa de Ciência para o monitoramento agrícola por satélite

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Carlos Dias

Carlos Dias - Margareth ao lado de Zhang: parceria internacional

Margareth ao lado de Zhang: parceria internacional

O Projeto Joint Experiment on Innovative Agriculture Monitoring based on Earth Observation and in situ data within BRICS Countries (Experimento conjunto em monitoramento inovador da agricultura baseado na observação da Terra e em dados in situ dentros dos países do BRICS) submetido a uma chamada CNPq/BRICS trouxe o pesquisador chinês Miao Zhang, do Institute of Remote Sensing and Digital Earth - Chinese Academy of Science (Instituto de Sensoriamento Remoto e Terra Digital - Academia Chinesa de Ciência) daquele país para a Embrapa Solos no dia 09 de junho.

Zhang demonstrou alguns sistemas desenvolvidos pelos chineses na área de sensoriamento remoto na agricultura, como o Crop Watch, que faz o monitoramento global da agricultura; o Drought Watch, que avalia as secas; o ET Watch, que estuda a evapotranspiração e, por fim, o Bio Watch, que monitora a biomassa das florestas.

“O Crop Watch é atualizado a cada três meses para 31 países, incluindo o Brasil, já os outros sistemas estão disponíveis para calibragem em outras regiões. O Drought Watch, por exemplo, seria útil no semiárido brasileiro”, conta a pesquisadora da Embrapa Solos, Margareth Simões.

O Projeto Joint Experiment... também conta com parceiros na África do Sul (Universidade de Joanesburgo), Índia (Instituto Indiano de Tecnologia) e Rússia (Instituto Agrário-Tecnológico da Amizade do Povo da Universidade da Rússia). No Brasil, além da Embrapa, Inpe e UERJ também participam. 

Próximos passos

O trabalho vai utilizar o monitoramento e dinâmica de uso da terra, monitoramento da agricultura, intensificação da agricultura e intensificação sustentável no que diz respeito aos sistemas integrados de produção. "Queremos saber quais são as ténicas que estamos pesquisando em termos de monitoramento por satélite, a fim de juntar as experiências desses países", diz Margareth.

Em meados de junho a cientista estará em agenda de trabalho que passará pela sede da FAO, em Roma, e Potsdam (Alemanha).

Carlos Dias (20.395 MTb RJ)
Embrapa Solos

Telefone: (21) 2179-4578

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

englishsensoriamento remotointernacionalchina