20/07/17 |   Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação  Produção animal

Integrantes da InterCorte conhecem tecnologias em dia de campo da Embrapa

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Eliana Cezar

Eliana Cezar - Dia de Campo na Embrapa abre trabalhos da InterCorte que termina nesta sexta-feira,dia 21, no Albano Franco em Campo Grande, MS.

Dia de Campo na Embrapa abre trabalhos da InterCorte que termina nesta sexta-feira,dia 21, no Albano Franco em Campo Grande, MS.

A InterCorte 2017 abriu seus trabalhos nesta quarta-feira, 19, com Dia de Campo realizado pela Embrapa Gado de Corte, uma das unidades de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) localizada em Campo Grande, MS.

O evento aconteceu na sede da Unidade e atendeu às expectativas de seus organizadores. Pecuaristas, profissionais da área agropecuária e técnicos participantes percorreram quatro estações e conheceram as mais novas tecnologias da Embrapa, desde ferramentas para gerenciar dados da propriedade, como novos capins, técnicas de melhoramento animal, de bem estar animal e até a apresentação de um moderno curral anti-estresse.

Os assuntos despertaram a atenção dos participantes, como de Leandro Silveira que se interessou bastante pelas novas variedades forrageiras apresentadas pelo pesquisador Rodrigo Amorim. “Como técnico e prestador de serviço a pecuaristas o que mais me chamou a atenção foram as variedades de capins”, disse Leandro elogiando todos os trabalhos apresentados. Outro participante do Dia de Campo e que costuma se envolver na InterCorte, o pecuarista Habib Rezek da cidade de Sonora (MS), disse que veio conhecer novas braquiárias porque pretende reformar uma área em sua propriedade. “Estou estudando a melhor opção. Chamou-me a atenção o capim-paiaguás que mostra vantagem no período seco e é uma braquiária indicada para solos de média fertilidade e a cultivar Xaraés, que eu conheço e gosto”.

Cada planta apresentada, o pesquisador Amorim mostrou dados de ganho de peso animal, resistência a pragas e doenças, valor nutritivo, capacidade de suporte, entre outros, além de mostrar no campo cada uma delas. A Xaraés, por exemplo, que o pecuarista gosta é uma Braquiária brizantha de alta produtividade, especialmente de folhas, que apresenta rápida rebrota, possui bom valor nutritivo e alta capacidade de suporte, resultando em maior produtividade animal. Em cada estação boas dicas dos pesquisadores e muito aprendizado, disseram alguns participantes.

O novo conceito de curral para não estressar os animais foi apresentado pelo pesquisador Pedro Paulo Pires e também despertou muito interesse dos visitantes. De forma simples e objetiva o pesquisador explicou o conceito do curral calmo que deve oferecer condições agradáveis tanto para o homem como para o animal. “A área deve prover de sombra e mecanismos que ofereçam facilidades no trato animal e segurança”, explicou. Pedro Paulo abordou vantagens, material utilizado na construção do curral e muita modernidade na estrutura que pode ser automatizada.

Quem não faltou ao dia de campo foi a diretora Carla Tuccilio do Terraviva Eventos, responsável pela InterCorte. Para a diretora, promover o encontro da classe produtora com demais integrantes da cadeia produtiva da carne é um trabalho de suma importância que tem o propósito de contribuir para o desenvolvimento do setor. “Tudo tem que estar interligado e oferecermos possibilidades de informações e aprendizado para nosso público. E essa é a grande movimentação da InterCorte”, diz Carla, que elogia a qualidade do trabalho da Embrapa. Segundo ela, a InterCorte é um evento que evolui e desperta cada vez mais o interesse do produtor em se informar.  

A InterCorte acontece desde 2012 com foco na produção pecuária e visa reunir especialistas, técnicos, professores e produtores para discutir assuntos do setor e divulgar conhecimento e novas tecnologias. O tema desta quinta etapa é “Entender para atender”. Hoje, dia 20, foi o segundo dia do evento que termina nesta sexta, 21, com entrada franca, no Centro de Eventos Albano Franco, localizado na Avenida Mato Grosso, nº 5017. O programa inclui palestras, debates integrados e oficinas práticas.

A primeira palestra acontece às 9h15 com o tema Intensificar para Produzir e em seguida uma Oficina culinária do SENAC e palestra: “Retrato do Confinamento Brasileiro”, por João Danilo e debate. No período da tarde palestra sobre a Cadeia Produtiva e a Carne de Qualidade, com Pedro de Felício; oficinas de afiação de facas e desossa de dianteiro e debate.
Mais informações no endereço: http://intercorte.com.br/campogrande

 

Eliana Cezar (DRT 15.410/SP)
embrapa gado de corte

Telefone: 67 3368-2142

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/