28/09/17 |   Transferência de Tecnologia

Embrapa e Coopexvale fazem Dia de Campo sobre videira no Semiárido

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Rodrigo Monteiro

Rodrigo Monteiro - Dia de Campo sobre qualidade de mudas e material genético reuniu produtores e técnicos

Dia de Campo sobre qualidade de mudas e material genético reuniu produtores e técnicos

A Embrapa, em parceria com a Cooperativa de Produtores Exportadores do Vale do São Francisco (Coopexvale), realizou, no dia 20 de setembro, o “Dia de Campo sobre Qualidade de Mudas e Material Genético da Videira” na Fazenda do produtor Éder Inácio de Souza, no Distrito Irrigado Senador Nilo Coelho, em Petrolina, PE.

Voltado para os produtores e técnicos da região, o evento teve o objetivo de apresentar os resultados e vantagens da utilização de mudas de qualidade superior – com origem, genética e sanidade atestadas - e reuniu mais de 90 pessoas. O produtor Éder Souza, que cultiva mais de 12 hectares de uva das variedades 'Redglobe', 'Crimson Seedless' e ‘BRS Vitória’, entre outras, é antigo parceiro da Embrapa, motivo pelo qual aceitou o desafio de validar materiais de alta sanidade dessas cultivares que já estavam aptas a serem comercializadas junto aos viveiristas, porém ainda exigiam uma etapa de confirmação da sua identidade genética.

O Vale do Submédio do São Francisco (VSF) é a principal região do Brasil produtora de uvas de mesa para exportação. A cadeia produtiva da viticultura no Vale apresenta algumas características específicas que a diferenciam da atividade realizada em outras regiões do país, principalmente nos tradicionais polos do Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina. Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) concentram as maiores áreas e volume de produção de uva da região.

Para o engenheiro agrônomo Daniel Santos Grohs, responsável pelo "Projeto Mudas de Qualidade", executado com recursos da Embrapa e da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e que apoia uma série de ações na área de transferência de material propagativo conduzidas pela Embrapa, a importância da utilização de mudas de qualidade é crucial para o sucesso da vitivinicultura nacional. Para tanto, a equipe envolvida trabalha na identificação de demandas e entrega de soluções tecnológicas para os diferentes segmentos do setor. Segundo Grohs, a base do projeto é melhorar a qualidade genética e sanitária das mudas de uva produzidas e comercializadas pelos viveiristas do Brasil. No caso do VSF, a principal frente de trabalho está relacionada à seleção e disponibilização de uvas de mesa que garantam aos produtores um mercado diferenciado: uvas mais produtivas, com mais cor e sabor. Isso tudo, obtido a partir de plantas com crescimento, desenvolvimento e longevidade estáveis e adequados à região.

O dia de campo contou com três estações localizadas nos parreirais de 'Redglobe' e 'Crimson Seedless', implantados com material genético superior fornecido pela Embrapa. Em conjunto com o produtor Éder, que, aliás, também é agrônomo e especialista na produção de uvas, o Gerente do Escritório de Negócios da Embrapa Produtos e Mercado em Canoinhas, Nelson Feldberg, apresentou o histórico do trabalho de validação que tem sido realizado pela Embrapa no Vale do São Francisco. Desde a seleção de materiais que passarão pelo chamado processo de “limpeza” até a multiplicação e plantio dessas variedades, a Embrapa acompanha os produtores para avaliar as vantagens desses materiais que, segundo o próprio Éder, têm contribuído para recuperar o vigor das plantas e qualidade das frutas produzidas. Feldberg ainda ressaltou a importância da parceria com os dois viveiros licenciados pela Embrapa para a produção, multiplicação e comercialização de mudas de videira de qualidade superior: "Tivemos o cuidado de selecionar os viveiristas ainda em 2014, disponibilizar os porta-enxertos e copas para a implantação dos Jardins Clonais e acompanhar todo o processo para que no momento do evento, os viveiristas já pudessem atender qualquer demanda pelos materiais de alta sanidade apresentados".

Essas diferenças no comportamento das plantas obtidas com material limpo foram apresentadas pela pesquisadora Patrícia Leão, da Embrapa Semiárido, que ao longo dos últimos quatro anos auxiliou na identificação genética das variedades em validação na área do produtor, também discutiu com os presentes aspectos ligados à importância da seleção massal como método de melhoramento da videira, e como os produtores podem realizar este trabalho, selecionando as melhores plantas dentro de cada vinhedo.

Quanto ao processo de limpeza, o analista Daniel Grohs, da Embrapa Uva e Vinho, explicou, de forma simplificada, as técnicas de laboratório voltadas para a retirada de fungos e vírus que causam doenças nas videiras, bem como na identificação e atesto da origem genética e estabilidade das características de cada variedade. Considerado um processo caro e relativamente longo, essa ainda é a principal ferramenta para a produção de mudas de qualidade, que envolve tanto instituições de pesquisa, como a Embrapa, como empresas do setor privado, a exemplo dos viveiristas presentes no dia de campo, que são importantes parceiros da Instituição de pesquisa nesse processo de transferência de tecnologia aos produtores rurais. O reconhecimento do que é uma muda de qualidade, como ela é obtida e, consequentemente, de seu valor faz toda a diferença na percepção da sua importância.

O Projeto Mudas de Qualidade e o programa de licenciamento de viveiristas da Embrapa (tendo no VSF a Petromudas e RKF Mudas como viveiristas credenciados), foram conjuntamente apresentados aos produtores rurais e técnicos no dia de campo, completando mais uma ação de valorização do setor de mudas para a vitivinicultura nacional.

O evento foi organizado por três unidades da Embrapa: Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS), Produtos e Mercado (Escritórios de Canoinhas, SC e Petrolina, PE) e Semiárido (Petrolina, PE).

Mais informações:

embrapa.br/uva-e-vinho/cultivares-e-porta-enxertos

embrapa.br/produtos-e-mercado/Uva

Embrapa.br/conecta


 

Fernanda Birolo, Jurema Iara Campos e Viviane Zanella, com a colaboração de Rodrigo Monteiro

Embrapa Uva e Vinho

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

mudas de qualidademudas de qualidade superior