20/11/17 |   Florestas e silvicultura  Transferência de Tecnologia

Fórum reúne profissionais em anatomia de madeira

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Ronaldo Rosa

Ronaldo Rosa - A formação de identificadores de madeira é um dos temas discutidos

A formação de identificadores de madeira é um dos temas discutidos

A formação de profissionais para identificar madeiras como base para a certificação desses produtos ainda é um dos principais obstáculos que os órgãos fiscalizadores na região amazônica devem superar. O assunto é um dos eixos dos debates que o 1º Fórum de Anatomistas de Madeira da Amazônia (Famazon) vai promover, de 22 a 24 de novembro, em Belém.

Os especialistas em anatomia de madeira vão discutir os rumos da pesquisa, das coleções e da certificação de madeiras na região. “É a primeira grande oportunidade de juntar esses profissionais que são essenciais para instituições de ensino, pesquisa e, principalmente, órgãos fiscalizadores”, afirma Fernanda Ilkiu, pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental, e membro da comissão científica do evento.

A região Norte produziu, em 2016, cerca de 13 milhões de metros cúbicos de madeira em tora, provenientes de extração vegetal e da silvicultura, segundo o IBGE. Essa produção tem diferentes destinos internos e para exportação, e a identificação correta da madeira é a base do trabalho de fiscalização no transporte desses produtos na região.

A pesquisadora explica que a Embrapa Amazônia Oriental treina técnicos para essa atividade há muito anos, sendo uma das únicas instituições na região a atuar na formação desses profissionais. “Nosso objetivo aqui é montar uma rede de identificadores na Amazônia e alertar para a importância desses profissionais que estão cada vez mais escassos no mercado”, destaca.

Programação

O evento foi estruturado em três grandes momentos: os debates sobre temas relacionados à pesquisa, à problemática da identificação e à certificação de madeiras frente ao comércio madeireiro e os acervos científicos de madeira; a exposição de banners para a apresentação das pesquisas que estão sendo desenvolvidas no contexto da anatomia de madeira de espécies amazônicas; e os grupos de trabalho que deverão gerar um documento com ações estratégicas para o desenvolvimento da anatomia e identificação de madeira na região para o próximo biênio.

Durante o evento serão homenageados anatomistas de madeira que tiveram destaque na região amazônica: Joaquim Ivanir Gomes (Embrapa), Pedro Luiz Braga Lisboa (MPEG), Alci Brandão (Ufra) e Francisco Vasconcelos (Inpa).

O 1º Fórum de Anatomistas de Madeira da Amazônia (Famazon) é realizado pela Universidade do Estado Pará (Uepa), Embrapa Amazônia Oriental e Grupo de Pesquisa “Anatomia de Madeira de Espécies Amazônicas” (GPAMEA).

Serviço:

1º Fórum de Anatomistas de Madeira da Amazônia (Famazon)

22 a 24 de novembro de 2017

Centro de Ciência Naturais e Tecnologia / UEPA

Ana Laura Lima (MTb 1268/PA)
Embrapa Amazônia Oriental

Telefone: (91) 3204-1200 / 99110-5115

Rachel Oliveira
Universidade do Estado do Pará

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

cursos e eventosanatomia de madeiraidentificação