09/03/18 |   Estudos socioeconômicos e ambientais

Alto Camaquã é apresentado em evento internacional

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Clodoaldo Pinheiro

Clodoaldo Pinheiro - Território é referência de inovação social

Território é referência de inovação social

A experiência de desenvolvimento territorial do Alto Camaquã foi exibida em vídeo durante o Seminário Internacional Inovação Social em Políticas Públicas, realizado em Brasília (DF), entre os dias 07 e 08 de março de 2018. O território, situado na Serra do Sudeste, ao Sul do Rio Grande do Sul, foi apresentado a partir da relação entre suas características ambientais, produtivas e histórico-culturais e a organização sócio-produtiva orientada ao desenvolvimento

Conforme o pesquisador da Embrapa Pecuária Sul, Marcos Flávio Silva Borba, a região foi escolhida para participar do evento justamente por ser uma referência de inovação social. “Essa participação é importante para dar visibilidade internacional a uma experiência de desenvolvimento territorial construída a partir da valorização dos recursos tangíveis (recursos naturais, pecuária sobre campo nativo, produtos tradicionais) e intangíveis (cultura, representações simbólicas, história etc.), próprias de uma região que permaneceu à margem dos modelos de desenvolvimento aplicados historicamente ao mundo rural brasileiro”, ressaltou o pesquisador. 

A participação no evento também destaca os produtos diferenciados produzidos localmente, que hoje contam com uma marca coletiva. A organização social e produtiva em rede dos pecuaristas familiares – reconhecida oficialmente pelo governo do estado do RS como um Arranjo Produtivo Local de ovinos e turismo – também é um dos destaques apresentados no Seminário. 

O Alto Camaquã situa-se na parte superior da bacia do rio Camaquã e engloba os municípios de Bagé, Caçapava do Sul, Canguçu, Encruzilhada do Sul, Lavras do Sul, Piratini, Pinheiro Machado e Santana da Boa Vista. Organizados a partir da Associação para o Desenvolvimento Sustentável do Alto Camaquã (Adac), os pecuaristas estão próximos de ter sua própria indústria e, com isso, ter o controle total (da produção à distribuição) da cadeia da carne ovina. “Tudo isso fruto de um trabalho proposto pela Embrapa em parceria com outras instituições”, completa Borba.   

Seminário Internacional Inovação Social em Políticas Públicas
O Seminário teve como objetivo promover o intercâmbio das experiências, estratégias e práticas de inovação social no âmbito das políticas públicas, no Brasil e no mundo. O evento foi uma realização da Secretaria de Governo da Presidência da República (SEGOV/PR) por meio da Secretaria Nacional de Articulação Social (SNAS), com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e em parceria com o Banco Interamericano Desenvolvimento (BID), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Synergos, Instituto Serzedello Corrêa do Tribunal de Contas da União (ISC/TCU), Fundação Banco do Brasil (FBB), Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Nacional).

Felipe Rosa (14406/RS)
Embrapa Pecuária do Sul

Telefone: (53) 3240-4650

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/