06/04/18 |   Manejo de Recursos Hídricos

Novo banco de dados hidrofísicos de solos brasileiros é apresentado na Embrapa

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Fernando Gregio

Fernando Gregio - A pesquisadora Marta Vasconcelos Ottoni, da CPRM, apresentou o Hybras na Embrapa Solos, no último dia 4.

A pesquisadora Marta Vasconcelos Ottoni, da CPRM, apresentou o Hybras na Embrapa Solos, no último dia 4.

A ferramenta Hybras (Hydrophisical Database for Brazilian Soils), novo banco de dados hidrofísicos de solos brasileiros desenvolvido pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e lançado em março durante o Fórum Mundial da Água, foi apresentada ao público interno da Embrapa no último dia 4, em seminário realizado na Embrapa Solos (RJ) e transmitido para outras unidades via videoconferência. O Hybras busca consolidar dados de retenção de água e condutividade hidráulica saturada em solos brasileiros, associados aos atributos básicos do solo e a métodos de determinação dessas propriedades hidráulicas. A iniciativa também tem o objetivo de oferecer informações para modelagens hidrológica, atmosférica e em solos adequadas para o Brasil. 

Apesar de vários e importantes estudos no País, inclusive da Embrapa, sobre a relação entre solo e água, ainda falta um banco de dados nacional abrangente e consistente sobre o assunto, o que faz com que dados de solos de clima temperado sejam utilizados por especialistas e pesquisadores da área de hidrologia para estudos sobre solos brasileiros. “Isso pode estar introduzindo erros de estimativa e cenários não tão adequados nos nossos estudos”, ponderou a pesquisadora da CPMR Marta Vasconcelos Ottoni, que coordenou o desenvolvimento da ferramenta.  

O banco de dados foi construído em Microsoft Access-2007, baseado prioritariamente no banco de dados europeu Hydraulic Properties of European Soils (Hypres) e parcialmente no norte-americano Unsoda, do UDSA. Todo o conteúdo registrado, contudo, está em português, pois a ideia da CPRM é tornar o Hybras um banco de dados de amplo e irrestrito acesso, por meio de uma plataforma digital amigável. Fruto do trabalho de doutorado da pesquisadora Marta Ottoni, o desenvolvimento do Hybras contou com a colaboração de especialistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar) e da Universidade do Arizona.

“Para os próximos passos, temos que buscar parcerias envolvendo CPRM, Embrapa e outras instituições, para que a gente tenha uma base de dados mais robusta. É um trabalho que exige uma sistemática bem definida, padronização e continuidade. Temos mais de 8 mil amostras para serem inseridas no banco de dados”, explicou a pesquisadora.

O chefe-geral da Embrapa Solos, José Carlos Polidoro, ressaltou que o banco de dados Hybras irá contribuir com o Programa Nacional de Solos do Brasil (PronaSolos), que executará o maior levantamento pedológico já executado no País. O pesquisador também destacou a importância da parceria com a CPRM. “Nos últimos meses tivemos uma intensa atuação conjunta em novas frentes, como a elaboração do programa nacional de solos e uma proposta de zoneamento agrogeológico para o País. Nossas atuações são bastante complementares.”

 

Saiba mais 

Para obter mais informações, entre em contato com a responsável pelo projeto Hybras, Marta Vasconcelos Ottoni (marta.ottoni@cprm.gov.br).

 

Fernando Gregio (MTb 42.280/SP)
Embrapa Solos

Contatos para a imprensa

Telefone: (21) 2179-4622

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

gestão de recursos hídricos