11/05/18 |   Agricultura familiar  Agroecologia e produção orgânica  Agroenergia  Biotecnologia e biossegurança  Melhoramento genético  Produção animal  Produção vegetal  Transferência de Tecnologia  ILPF  Agricultura de Baixo Carbono  Manejo Integrado de Pragas  Transgênicos

Embrapa mostra tecnologias na AgroBrasília 2018

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Allan Kardec Ramos

Allan Kardec Ramos - Vitrine e estande da Embrapa na AgroBrasília em 2016

Vitrine e estande da Embrapa na AgroBrasília em 2016

As unidades de pesquisa da Embrapa no Distrito Federal – Agroenergia, Cerrados, Hortaliças, Recursos Genéticos e Biotecnologia – além da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG), da Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS) e da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP) marcam a participação da Empresa na 11ª edição da AgroBrasília, feira de tecnologias agropecuárias que será realizada de 15 a 19 de maio no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no DF. Neste ano, o tema é “A tecnologia digital em favor do campo”.

Promovido pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), o evento conta com 440 expositores, reunindo as principais novidades e inovações do setor agropecuário brasileiro. A expectativa dos organizadores é de que cerca de 100 mil pessoas circulem pela feira durante os cinco dias, e que R$ 850 milhões sejam movimentados em negócios. A Embrapa participará da feira com estande, vitrine de tecnologias, dias de campo, palestras e lançamentos.

O visitante do estande da Embrapa vai conhecer tecnologias como o uso de algas marinhas na agricultura, a fermentação do etanol e cogumelos em base de resíduos, apresentados pela Embrapa Agroenergia; uma tecnologia verde baseada na associação de extrato vegetal nematotóxico e biofertilizante e um dispositivo liberador com dupla ação (fungo entomopatogênico + feromônio) para controle da broca do rizoma da bananeira (Cosmopolites sordidus), expostas pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. Além disso, poderá adquirir publicações na Livraria Embrapa.

Na vitrine, serão apresentadas tecnologias em cultivares de soja (BRS 7380 RR, BRS 7280 RR, BRS 5980 IPRO, BRS 6780 e BRS 6980); milho (BRS 2022 e BRS 3046); sorgo granífero (BRS 373 e BRS 380); sorgo forrageiro (BRS 658); milheto (BRS 1503); trigo (BRS 394 e BRS 404); girassol (BRS 323); mandioca de mesa (BRS396, BRS 397, BRS 398, BRS 399, BRS 400 e BRS 401), mandioca de indústria (lançamento em 2019); maracujá (BRS Rubiflora, BRS Rosea Púrpura, BRS Estrela do Cerrado, BRS Céu do Cerrado, BRS Pérola do Cerrado, BRS Roseflora, BRS Mel do Cerrado e BRS Vita Fruit); e forrageiras (BRS Canará, BRS Capiaçu, BRS Kurumi, BRS Mandarim, BRS Paiaguás, BRS Piatã, BRS Quênia, BRS RB 331 Ipyporã, BRS Tamani, BRS Zuri e consórcios). 

O visitante vai conhecer uma coleção de hortaliças (alho BRS Hozan, batata-doce Beauregard, berinjela Ciça, cenoura BRS Planalto, grão-de-bico BRS Aleppo e BRS Cristalino e tomates BRS Zamir, BRS Nagai e BRS Iracema), com destaque para a pimenta BRS Tui, que além de doce e aromática, apresenta uma coloração salmão, o que a diferencia das demais cultivares de pimenta biquinho. 

Também serão demonstrados na vitrine de tecnologias o controle do percevejo marrom em soja com feromônio; o sistema de Integração Lavoura-Pecuária; o Sistema Fruticultura Integrada com Lavoura e Hortaliças (Filho); e o Sistema Irrigas para o manejo da irrigação de hortaliças em diferentes ambientes. O visitante poderá acessar os descritivos de todas as tecnologias expostas na vitrine utilizando o próprio smartphone. Basta usar um aplicativo de leitura dos QR Codes informados nas placas de identificação.

Tecnologias da Embrapa estarão presentes no Espaço de Valorização da Agricultura Familiar (EVAF), mantido pela Emater-DF, Ceasa-DF e Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF. Em todos os dias da feira, sempre das 8h às 17h, o pesquisador João Paulo Soares, da Embrapa Cerrados, vai abordar, no circuito Agroecologia, as práticas e os processos utilizados na Unidade de Pesquisa Participativa de Produção Orgânica (UPPO) Sistema Agrossilvipastoril Orgânico, mostrando o desempenho de cada componente. O estande e a vitrine de tecnologias da Embrapa farão parte do circuito de visitação do EVAF, com visitas a cada 30 minutos.

Parceria e lançamentos

Na abertura da AgroBrasília, no dia 15, às 15h, no Auditório Buriti, a Embrapa Agroenergia vai assinar um acordo de cooperação técnica com a empresa de fertilizantes Dimiagro, a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e o Sebrae para o desenvolvimento de um biofertilizante à base de macroalgas que produzem fitormônios, e que aumenta de 10 a 15% a produtividade das lavouras. O intuito do projeto é obter uma tecnologia totalmente brasileira. Na feira, os produtores poderão ver experimentos de crescimento de plantas com a aplicação de biofertilizantes no estande da Embrapa e da própria Dimiagro.

Além de se dar ciência sobre projeto na AgroBrasília, pretende-se divulgar para os produtores e a agroindústria a oportunidade de incentivo à pesquisa e inovação por meio do aporte de recursos via Embrapii, em parceria com a Embrapa Agroenergia.

A Embrapa Cerrados e a Fundação Cerrados lançam, no dia 16, às 10h, na vitrine de tecnologias, as cultivares de soja BRS 5980IPRO e BRS 6780, adaptadas às condições agroclimáticas do Centro-Oeste brasileiro. 

A nova cultivar com a tecnologia IPRO alia produtividade, resistência às principais doenças da soja. Apresenta ciclo superprecoce (100 dias), o que favorece o plantio da segunda safra. Além disso, é uma excelente opção para o manejo de nematoides, pois apresenta resistência aos nematoides causadores de galhas (M. javanica) e resistência ao nematoide do cisto da soja (raças 3, 4, 5 e 14).

Já a BRS 6780 é uma cultivar de soja convencional, nGMO (Soja Livre), que além do alto potencial produtivo apresenta resistência às principais doenças da cultura. Devido à hiperprecocidade (90 dias de ciclo), favorece o plantio da segunda safra. 

Palestras

Pesquisadores de diferentes unidades da Embrapa integram a programação de palestras durante a AgroBrasília 2018. No dia 15 de maio, João Paulo Soares (Embrapa Cerrados) e Edson Sujii (Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia) participam da programação do Dia de Campo “Manejo de Solo e Água na Agricultura Orgânica”, que será realizado das 9h às 12h pela Emater-DF no Circuito Agroecologia do EVAF. Eles vão apresentar, respectivamente, as estações técnicas sobre sistema agrossilvipastoril orgânico e uso do controle biológico para controle da traça do tomateiro orgânico. No mesmo dia, Fábio Faleiro (Embrapa Cerrados) fará uma apresentação sobre maracujás ornamentais às 10h na vitrine de tecnologias da Embrapa.

Em sintonia com o tema desta edição da feira, a chefe geral da Embrapa Informática Agropecuária, Silvia Massruhá, participa do V Seminário de Economia Agrícola - Modernização da Agropecuária: tendências, desafios e oportunidades, com a palestra “Agricultura digital (Agro 4.0): da biotecnologia ao big data, a agricultura sustentável e inteligente”, no dia 16 de maio, às 9h15, no Auditório Buriti. Também no dia 16, Arminda de Carvalho (Embrapa Cerrados) fará palestra sobre plantas de cobertura no estande do Senar, às 10h; e César Miranda (Embrapa Agroenergia) apresentará o tema “Extratos de algas marinhas podem aumentar a produtividade de culturas agrícolas?” na vitrine de tecnologias da Embrapa, às 14h.

Já no dia 17, a vitrine sediará duas apresentações. Às 10h, Josefino Fialho e Ailton Pereira (Embrapa Cerrados) fará uma apresentação sobre clones de seringueira, às 10h; e às 11h, Silvia Belém (Embrapa Agroenergia) palestrará sobre “Utilização de Resíduos para a Produção de Biogás”. E às 14h, o pesquisador Roberto Alves (Embrapa Cerrados) fará a palestra “Controle biológico de pragas” no Auditório Brasília.

No dia 18, Clenilson Rodrigues (Embrapa Agroenergia) abordará o “Uso da biodiversidade como fonte de inspiração para a busca de novos defensivos agrícolas” na vitrine de tecnologias da Embrapa, às 11h. No mesmo horário e local, no dia 19, Félix Siqueira (Embrapa Agroenergia) falará sobre o tema “Nutrição Animal e Fungos: aumento da digestibilidade de volumosos por meio de fungos filamentosos”.

Homenagens

Três pesquisadores da Embrapa estarão entre os homenageados pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) em sessão solene realizada no Auditório Buriti, no dia 18 de maio, às 15h. Eduardo Alano Vieira (Embrapa Cerrados), Milza Moreira Lana (Embrapa Hortaliças) e Thales Lima Rocha (Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia) receberão a homenagem “Agentes transformadores do campo” em virtude, respectivamente, das pesquisas sobre melhoramento participativo da mandioca com agricultores familiares no DF, redução de perdas em hortaliças e associação de extrato vegetal nematotóxico e biofertilizante.

Em 2015, a Embrapa lançou seis cultivares de mandioca de mesa, fruto do trabalho do pesquisador Eduardo Alano em parceria com produtores familiares e com a Emater-DF. As cultivares de polpa amarela (BRS 396, BRS 397 e BRS 399), de polpa creme (BRS 398) e de polpa rosada (BRS 400 e BRS 401) reúnem resistência a pragas e doenças, boa produtividade e maior conteúdo de betacaroteno e licopeno, nutrientes importantes à saúde humana. As variedades já são comercializadas pelos agricultores familiares do DF, gerando renda e beneficiando a população que consome produtos biofortificados, de maior valor nutritivo. 

Milza Lana tem intensa atuação junto a núcleos rurais do DF, inclusive no Taquara, com a Cootaquara, uma das maiores cooperativas de hortaliças do País. O trabalho da pesquisadora tem impactado significativamente a produção de hortaliças (com a redução de perdas) junto aos produtores rurais no DF. A pesquisadora participou, ainda, da tecnologia de mini cenouras (baby carrots), que vem sendo utilizada por agroindústrias do DF.

Desenvolvida pela equipe de Thales Rocha, a tecnologia verde Embrapa-Carbom Brasil associa um extrato vegetal nematotóxico e um biofertilizante, apresentando atividade nematicida superior a 97% contra o fitonematoide Meloidogyne incognita, também conhecido como nematoide-das-galhas. O fitopatógeno provoca alterações na raiz das plantas de culturas como algodão, café, feijão, milho e cana-de-açúcar, prejudicando significativamente a produção e acarretando prejuízos anuais estimados em milhões de dólares. O produto pode ser utilizado por pequenos, médios e grandes agricultores, bem como na agricultura familiar e na agricultura orgânica. 

Dia de Campo sobre ILPF

No dia 18 de maio, a área demonstrativa de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta na AgroBrasília será palco do 8º Dia de Campo sobre ILPF. Promovido pela Coopa-DF, realizado pela Embrapa e pela Emater-DF e aberto ao público visitante da feira, o evento terá início às 9h30, com encerramento às 13h. 

Serão quatro estações técnicas sobre os temas “Plantas de cobertura em sistemas integrados” (Ademir Calegari, do Instituto Agronômico do Paraná); “Importância das forrageiras como plantas de cobertura na Integração Lavoura-Pecuária” (Robélio Marchão, da Embrapa Cerrados); “conforto animal na ILPF” (Isabel Ferreira, da Embrapa Cerrados); e “Viabilidade econômica em ILPF” (Júlio César dos Reis, da Embrapa Agrossilvipastoril, Sinop/MT).

 
Serviço

AgroBrasília 2018
Data: 15 a 19 de maio, das 8h30 às 18h
Local: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci – BR-251, km 5, PAD-DF – Brasília
Entrada franca 

 

Com informações das unidades participantes do evento

Breno Lobato (MTb 9417-MG)
Embrapa Cerrados

Contatos para a imprensa

Telefone: (61) 3388-9945

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

feirapad-dfagrobrasiliaeventosagrobrasilia 2018