14/05/18 |   Transferência de Tecnologia

Embrapa leva o cultivo da pimenta-do-reino aos empresários paraenses

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Ronaldo Rosa

Ronaldo Rosa - O tronco da gliricídia serve de apoio para a pimenteira

O tronco da gliricídia serve de apoio para a pimenteira

Tecnologia para o cultivo sustentável da especiaria mais consumida no mundo, a pimenta-do-reino (Piper nigrum L.), é o destaque da Embrapa na Feira do Empreendedor 2018, que acontece de 16 a 19 de maio, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém (PA). O uso da gliricídia como tutor vivo em substituição aos estacões de madeira vai ser apresentado no Espaço Sustentabilidade, do Sebrae, nos quatro dias de feira, no horário de 14h às 22h.

A gliricídia (Gliricidia sepium L.) é uma árvore leguminosa nativa da América Central. As vantagens do uso dessa planta como tutor vivo (árvore em desenvolvimento cujo tronco serve de apoio para o crescimento de plantas trepadeiras) são inúmeras, segundo Oriel Lemos, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental. A primeira vantagem é a redução em quase 30% do custo de implantação do pimental em comparação ao sistema tradicional com o chamado tutor morto (estacas cortadas de madeira), que além de encarecer a produção, tem um grande impacto ambiental.

“O uso de estacas de gliricídia como tutor vivo contorna a dificuldade de obtenção de estacões, diminuindo os impactos ambientais e aumentando a longevidade dos pimentais”, acrescenta o pesquisador. Outra vantagem do uso da gliricídia é a melhoria na condição do solo, já que a árvore aumenta o teor de matéria orgânica, reduz erosão e contribui na fixação de nitrogênio. Assim, o gasto com fertilizantes também é reduzido.

Para Tiago Rolim, responsável pela área de prospecção e avaliação de tecnologias da Embrapa no Pará, a ideia é fomentar junto aos empresários do agronegócio o uso dessa tecnologia que concilia rendimento econômico com proteção ambiental.  

O Pará é o maior produtor nacional de pimenta-do-reino, sendo responsável por quase 70% da ´produção brasileira, seguido pelo Espírito Santo e Bahia. Segundo dados do IBGE (2016) a produção brasileira em 2016 foi de 40 mil toneladas, assegurando a posição do Brasil entre os quatro países com maior produção e exportação de pimenta-do-reino no mundo.

Além da exposição de tecnologias, a Feira do Empreendedor traz uma vasta programação de palestras e capacitações, que também conta com a participação da Embrapa. Essa programação acontece, de 9h às 22h, nos auditórios e salas multiuso, no andar superior do Hangar.

A programação da Feira é gratuita e aberta ao público. Para participar, basta inscrever-se no site www.feiradoempreendedorpa.com.br.

Encontro internacional

De 17 a 19 de maio, paralelo à programação da Feira do Empreendedor 2018, acontece III Encontro Internacional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Amazônia, promovido pela Rede Namor, uma cadeia que incorpora os Núcleos de Inovação Tecnológica da Amazônia Oriental. .

  • Saiba mais sobre a Rede Namor clicando aqui

Na programação do encontro, profissionais da Embrapa Amazônia Oriental falam sobre experiências em inovação e transferência de tecnologia e sobre as mudanças na pesquisa com recursos florestais com a implementação da Lei da Bodiversidade.

No dia 19 de maio, encerramento do encontro internacional, o pesquisador Oriel Lemos participa do talk show sobre tecnologias, onde falará sobre o cultivo da pimenteira-do-reino com tutor vivo de gliricídia. O evento é uma grande roda de conversa com empresários, empreendedores e pesquisadores de universidades e instituições de inovação e pesquisa.

Ana Laura Lima (MTb 1268/PA)
Embrapa Amazônia Oriental

Contatos para a imprensa

Telefone: (91) 3204-1200 / 99110-5115

Com informações de Izabel Drulla Brandão (MTb 1084 - PR)
Embrapa Amazônia Oriental

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

pimenta-do-reinotutor vivopimenteira-do-reinogliricídia