05/07/18 |   Comunicação  Produção animal  Transferência de Tecnologia

Dia de Campo na TV – Guandu BRS Mandarim: alimentação para bovinos na seca

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Ana Maio

Ana Maio -

O guandu BRS Mandarim, já utilizado para recuperação de pastagem degradada, é uma alternativa viável para o pecuarista alimentar o gado durante o inverno. Em experimentos na Embrapa Pecuária Sudeste com a leguminosa, observou-se significativo ganho de peso vivo dos animais na estação seca.

Enquanto a maior parte do pasto, na época de estiagem, apresenta qualidade baixa, o guandu permanece verde e suas flores e vagens atraem os bovinos, evitando o efeito sanfona do gado: gordo nas chuvas e magro durante a estação seca.

Muitos produtores da região Sudeste estão utilizando a forrageira para alimentação do gado no período seco.

O guandu é uma tecnologia de baixo custo de implantação. A persistência na área é por volta de três anos, sendo necessário novo plantio após esse período. A leguminosa é uma boa alternativa para o produtor manter a lucratividade da pecuária.

Saiba como sintonizar.

No site http://www.embrapa.br/diacampo você acessa a grade completa da programação, além de reportagens dos programas.

Gisele Rosso (MTb 3091/PR)
Embrapa Pecuária Sudeste

Contatos para a imprensa

Telefone: (16) 3411 5625

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

seca2018bovinosdcvtguandubrs mandarimpastagem degradada