25/09/18 |   Comunicação

Aromas, sabores e texturas marcam Jardim Sensorial da Embrapa em projeto de acessibilidade

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Saulo Coelho

Saulo Coelho - Estudantes tiveram experiências sensoriais

Estudantes tiveram experiências sensoriais

Levar à praça a experiência de brincar com os sentidos do tato, olfato e paladar. Oferecer às pessoas que passaram por lá, muitas delas com deficiência visual e cognitiva, a oportunidade de tocar, cheirar e degustar as maravilhas da flora Nordestina e brasileira.

Esse foi o objetivo do Jardim Sensorial, a estação montada pela Embrapa em mais um ano de participação como parceira do Projeto Aracaju Acessível. O espaço da Embrapa Tabuleiros Costeiros integrou a programação do 3º Encontro da Rede de Leitura Inclusiva de Sergipe, na quarta (19).

Os visitantes puderam testar os sentidos com iguarias e delícias como mangaba, murici, ouricuri, coco, ervas medicinais, condimentares e aromáticas. Na estação do ‘Paladar’, que marcava o final da visita, deliciosos sucos de mangaba, caju, maracujá e acerola refrescavam os participantes e agradavam o paladar.
 
Essa foi mais uma vez a contribuição que a Embrapa, empresa pública brasileira com um histórico de grandes ações de responsabilidade social, agregou à programação da ‘Semana Aracaju Acessível', iniciativa do vereador da capital sergipana, Lucas Aribé. 

O evento marca as comemorações e ações de conscientização pela passagem do Dia Nacional e Municipal da Pessoa com Deficiência. A data oficializada em Aracaju é resultado da Lei 4.444/2013, de autoria de Aribé, que é cego e há anos milita em favor da causa da inclusão das pessoas com deficiência.

Com o tema ‘Comunicar para incluir’, a programação da Semana ‘Aracaju Acessível' uniu dezenas de parceiros públicos, privados e do terceiro setor, e incluiu solenidades oficiais, atividades nos espaços públicos e vivências, rodas de leitura e oficinas sobre inclusão das pessoas com deficiência.

Para Aribé, a participação da Embrapa agrega bastante à iniciativa, e já está virando tradição. “Os participantes sempre aguardam ansiosos essas experiências sensoriais que estimulam os sentidos. E muitos deles já perguntam se vai ter a estação da Embrapa. Eles adoram tocar, cheirar e interagir com as espécies vegetais da nossa flora”, afirmou.

Saulo Coelho (MTb/SE 1065)
Embrapa Tabuleiros Costeiros

Contatos para a imprensa

Telefone: (79) 4009-1381

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens