27/09/18 |   Melhoramento genético  Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Pesquisadores da Colômbia discutem parcerias para pesquisas com ovinos e caprinos

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Juniel Fernandes

Juniel Fernandes - Equipes da Agrosavia e da Embrapa no campo experimental da Embrapa Caprinos e Ovinos

Equipes da Agrosavia e da Embrapa no campo experimental da Embrapa Caprinos e Ovinos

Pesquisadores da Corporação Colombiana de Pesquisa Agropecuária (Agrosavia), empresa do governo colombiano, visitaram a Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral-CE) nos dias 24, 25 e 26 de setembro, para a discussão de propostas de parcerias em pesquisa. Durante os três dias, eles visitaram campos experimentais, laboratórios, dialogaram com a equipe de pesquisa da Unidade e conheceram detalhes sobre ações de pesquisa em áreas diversas, com destaque para o Melhoramento Genético Animal.

A partir do diálogo estabelecido, a perspectiva é de que se fortaleça a aproximação entre as duas instituições, com a possibilidade de um plano de trabalho específico para pesquisas relacionadas a ovinos e caprinos. “Sempre tivemos colaborações com a Agrosavia, mas uma colaboração mais formal não tinha se concretizado. Agora temos essa possibilidade de um trabalho que permita parcerias para projetos de conservação e uso de recursos genéticos, sem deixar de contemplar outras áreas”, afirmou Raimundo Lôbo, pesquisador da área de Melhoramento Genético Animal da Embrapa Caprinos e Ovinos, que foi um dos articuladores para a visita e desenvolve ações em parceria com pesquisadores colombianos desde 2003.

Durante a visita, a equipe da Agrosavia observou, com mais ênfase, a estrutura e os programas de pesquisa em Melhoramento Animal. Eles conheceram os núcleos de conservação de caprinos naturalizados e de ovinos deslanados da Embrapa Caprinos e Ovinos; acompanharam palestra sobre conservação de recursos genéticos com o pesquisador Kleibe Moraes; tiveram treinamento sobre o uso do Sistema de Gerenciamento de Rebanhos (SGR), utilizado para acompanhamento de dados sobre os rebanhos do Programa de Melhoramento Genético de Caprinos e Ovinos de Corte (GENECOC) da Embrapa.
 
Para a pesquisadora Leyla Ríos, da área de Manejo Fitossanitário, Saúde e Bem-estar Animal da Agrosavia, a visita serviu de inspiração para desenvolver novos temas para pesquisas e para cooperações futuras. “A Embrapa é um bom exemplo de como se organizar para possibilitar oferta de inovação para produtores. Há semelhanças entre os temas de pesquisas e, no futuro próximo, poderemos ter alianças para contribuição em áreas como nutrição e reprodução”, disse ela, que manifestou, ainda, interesse específico nos resultados de pesquisas da Embrapa sobre reprodução animal, controle de parasitas e bioprospecção de plantas.

As possibilidades de parcerias para projetos de melhoramento genético de ovinos despertaram interesse no pesquisador Diego Garavito. “Na Colômbia, existem áreas com condições climáticas muito similares ao semiárido e nosso interesse principal é em projetos de caracterização e conservação de raças crioulas. Mas existem também outras linhas de investigação complementares, em temas como nutrição e sanidade”, destacou ele, que atua na área de Melhoramento Genético.

Melhoramento Genético Animal

A conservação e melhoramento genético animal é uma das linhas de pesquisa da Embrapa Caprinos e Ovinos. A equipe da área atua em projetos de pesquisa ligados a núcleos de conservação de raças ovinas e caprinas; caracterização, conservação e uso de recursos genéticos; ações de melhoramento genético; além dos programas GENECOC (para caprinos e ovinos de corte) e CAPRAGENE (para caprinos leiteiros).

Adilson Nóbrega (MTB/CE 01269 JP)
Embrapa Caprinos e Ovinos

Contatos para a imprensa

Telefone: (88) 3112.7413

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

caprinosovinosmelhoramento genéticocolômbia