19/11/18 |   Transferência de Tecnologia

Ceará recebe semana de capacitações e dia de campo sobre a cultura do algodão

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Alexandre Oliveira

Alexandre Oliveira - Dia de campo enfatizará o vazio sanitário da cultura do algodão

Dia de campo enfatizará o vazio sanitário da cultura do algodão

A Embrapa Algodão e parceiros realizam de 19 a 23 de novembro, no Campo Experimental de Barbalha, CE, a I SemanAgro, uma semana de capacitações de agricultores, técnicos e estudantes sobre a cultura do algodão, culminando com um dia de campo na sexta-feira, a partir das 7h30. O objetivo do evento é proporcionar aos participantes a oportunidade de se aprofundarem mais sobre os temas que são tratados com maior brevidade nos dias de campo, além de contribuir para o fortalecimento da cotonicultura no Estado. A previsão é capacitar cerca de 300 pessoas dos municípios de Brejo Santo, Porteiras, Milagres, Várzea Alegre, Nova Olinda, Tarrafas, Barbalha, Crato, Jardim e Lavras da Mangabeira.

As capacitações terão oitos horas de duração, divididas em teoria e prática de campo. A capacitação de agricultores abordará temas como: Plantio e manejo cultural, Manejo de pragas e vazio sanitário, Produção de Sementes, Análise de solos e recomendação nutricional, Assistência técnica, Portaria sobre o vazio sanitário e Financiamento.

A capacitação de estudantes enfocará a importância do algodão no Semiárido, envolvendo aspectos econômicos, ecofisiologia do algodoeiro, plantio, manejo cultural, pragas e doenças, aplicação de defensivos, colheita, armazenamento e vazio sanitário.

Durante a semana também haverá demonstração sobre os benefícios da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) a partir dos resultados obtidos nos experimentos de Barbalha, bem como a apresentação de máquinas e implementos agrícolas adaptados para a região.

Vazio sanitário é destaque no dia de campo

O dia de campo enfatizará a questão do vazio sanitário, estabelecido para o Estado do Ceará no período de 1º de outubro a 31 de dezembro, totalizando 90 dias. “A ideia desse vazio é contribuir para quebrar o ciclo da praga para não termos o bicudo se reproduzindo nos campos o tempo todo. Com isso, vamos impactar diretamente na redução do número de aplicações. Para se ter uma ideia, fazendo um vazio sanitário bem feito aqui no campo experimental nós conseguimos fazer de uma a duas aplicações, no máximo, para o controle do bicudo”, explica o pesquisador da Embrapa Algodão Fábio Aquino de Albuquerque.

Segundo o pesquisador, o vazio sanitário contribui para tornar a cultura do algodão mais sustentável no Estado e para o agricultor não ter aumento de custos desnecessários. “Isso é redução de custo, é menor impacto ambiental, menor risco de contaminação do aplicador”, diz. “Nosso potencial produtivo é menor devido a questões ambientais, então tudo que pudermos economizar em custos de produção é importante nesse processo”, complementa.

São parceiros do evento o Instituto Agropolos, Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura, Ematerce, Centro Vocacional Técnico de Barbalha (CVTEC, Banco do Brasil, Banco do Nordeste.


Serviço:
I SemanAgro e 4º Dia de Campo sobre algodão
Data: 19 a 23 de novembro
Local: Campo Experimental da Embrapa Algodão, em Barbalha
Horário: a partir das 7h30

 

Edna Santos (MTB-CE 01700)
Embrapa Algodão

Contatos para a imprensa

Telefone: (83)3182-4361

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

algodãodia de camposemiáridocursos e eventos