07/12/18 |   Agricultura familiar  Agroindústria

Embrapa leva qualificação à agroindústria leiteira na região do salgado paraense

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Ronaldo Rosa

Ronaldo Rosa - A cooperativa quer melhorar seus produtos e ampliar o mercado.

A cooperativa quer melhorar seus produtos e ampliar o mercado.

Tecnologia de produção de manteiga foi o tema da qualificação realizada pela Embrapa Amazônia Oriental nesta quinta-feira, 6, junto a Cooperativa Agropecuária do Salgado Paraense (CASP), localizada no município de Vigia (PA). A formação é uma das ações previstas no convênio que cooperação técnica assinado entre as instituições no segundo semestre deste ano e que tem entre os objetivos, a melhoria nos processos de fabricação de derivados lácteos, aumento na produção de leite e na capacidade de processamento agroindustrial.

Essa foi a terceira capacitação este ano, todas, realizadas pela pesquisadora Alessandra Ferraiolo, na Casp. As demais abordaram tecnologia de produção em leite fermentado, em setembro, e bebida láctea, ocorrida no dia 1 de novembro. As três formações trataram de aspectos referentes à legislação e processos de produção. No início de 2019 está previsto a realização de mais um encontro, tendo como tema boas práticas e que deve encerrar essa primeira etapa de formações.

A parceria é recente, mas em poucos meses já triplicou a capacidade de processamento de leite e fabricação de iogurtes e queijos. A cooperativa estuda agora o lançamento de novos produtos para atender principalmente a merenda escolar da região e já trabalha com a Embrapa no desenvolvimento de uma bebida láctea nos sabores morango e banana.

Novos produtos - No dia 1 de novembro, com foco nesta demanda, a Embrapa realizou na cooperativa um curso de qualificação em tecnologia de produção de bebidas lácteas, produto semelhante ao iogurte, que é o próximo item que a CASP pretende adicionar ao seu portfólio. Atualmente são comercializados cinco sabores de iogurte, queijo minas frescal simples e condimentado, queijo coalho e ricota. A pesquisadora Alessandra Ferraiolo, que realizou a formação, explicou que as qualificações visam a padronização dos produtos pensando na adequação à legislação, para a aquisição de selos que permitam a comercialização, mas também de higiene, boas praticas e até possíveis melhorias nos sabores ou criação de novos sabores, como o que começa a ser testado para a bebida láctea.

O diretor financeiro da CASP e produtor Antônio Alcoforado Araújo de Albuquerque, conta que a formalização de uma parceria com a Embrapa era um desejo antigo da CASP e que já mudou a vida da cooperativa. Por meio de um comodato, a Embrapa cedeu a cooperativa uma mini-indústria de processamento lácteo o que, de imediato, triplicou a capacidade de produção de iogurtes e com isso, o fechamento de novos contratos para o fornecimento de merenda escolar. “Passamos de 300 litros de leite dia, para até mil litros e estamos produzindo três vezes mais iogurtes o que nos levou a fechar novos contratos de fornecimento de merenda escolar para as prefeituras de municípios vizinhos”, comemora Alcoforado.

Produtos com mais qualidade e aumento na produção

Além da cessão da mini-indústria, a parceria entre a Embrapa e a CASP contempla a capacitação dos funcionários e associados do laticínio, assim como produtores parceiros, agricultores familiares e demais agentes de transferência de tecnologia relacionados à cadeia de leite. Os temas das capacitações são amplos e vão desde a produção primária nas propriedades rurais cooperadas até o beneficiamento da matéria prima em produtos lácteos na agroindústria.

 Além dos cursos, são desenvolvidas atividades de campo que visam a intensificação da produção de leite nas propriedades dos cooperados, utilizando tecnologias de produção de pasto volumoso de qualidade, manejos sanitário e reprodutivo do rebanho e boas práticas de ordenha que visem a obtenção de leite in natura em maior quantidade e qualidade para subsidiar a unidade fabril da cooperativa.

A primeira unidade demonstrativa de pastagem já foi instalada e em breve servirá de vitrine tecnológica de boas práticas de manejo não só para os demais produtores cooperados, como para a cadeia leiteira da região.

Sobre a Casp: A Cooperativa Agropecuária do Salgado Paraense (CASP) foi fundada em 2009 e atualmente conta com 114 cooperados em quatro cadeias produtivas: leite, fruticultura, olericultura e derivados de mandioca. Fornece frutas, verduras, legumes, farinha de tapioca, mandioca e derivados do leite, como o iogurte tendo como principais clientes os programas federais como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), para diversos municípios da região do salgado e da capital paraense.

Kélem Cabral (MTb 1981/PA)
Embrapa Amazônia Oriental

Contatos para a imprensa

Telefone: (91) 3204-1099

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

leiteboas práticasagroindústria