10/01/19 |   Agricultura familiar  Convivência com a Seca

Barragem subterrânea participa da premiação das tecnologias finalistas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Brasil 2018

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Embrapa

Embrapa - Maria Sonia e o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, durante a premiação

Maria Sonia e o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, durante a premiação

Premiação promovida no dia 13 de dezembro, no Palácio do Planalto (DF), reuniu os gestores das 39 políticas públicas brasileiras que disputaram a primeira edição do Prêmio Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS Brasil 2018), divido em quatro categorias: Fins Lucrativos; Ensino, Pesquisa e Extensão; Governo; e Sem Fins Lucrativos. O governo federal recebeu 1.038 inscrições para o prêmio.

A Embrapa esteve presente na festa com a pesquisadora Maria Sonia Lopes da Silva, da UEP Recife/Embrapa Solos, que foi selecionada, com a tecnologia da barragem subterrânea, entre as iniciativas finalistas na categoria "Ensino, Pesquisa e Extensão". Estavam concorrendo outras 122 práticas, até serem selecionadas as dez indicadas à fase final do concurso.

“Foi muito gratificante ouvir do presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, um parabéns por ter colocado a Empresa entre as finalistas. Foi emocionante, orgulho de ser Embrapa Solos”, disse Maria Sonia. A barragem subterrânea recebeu a menção honrosa por estar na última etapa da seleção.

Barragem subterrânea

A barragem subterrânea é uma tecnologia popular pesquisada pela Embrapa há cerca de 30 anos tem sido adotada por famílias agricultoras na região do Semiárido.

As barragens são uma tecnologia de captação de água da chuva que contribui para o convívio dos sertanejos com o Semiárido, facilitando a produção de água para a atividade agropecuária e reduzindo os riscos da agricultura dependente de chuva. Desenvolvidas a partir de princípios simples, são paredes construídas dentro da terra, com a função de bloquear as águas das chuvas no solo e acima dele, formando uma vazante artificial onde agricultores conseguem manter o terreno molhado entre três e cinco meses após a época chuvosa. Assim é possível garantir o cultivo, mesmo durante a estiagem, de culturas de subsistência: frutíferas, forragem, hortaliças, plantas medicinais, cana-de-açúcar, batata-doce, arroz, entre outras.

Segundo Maria Sonia, a grande inovação da pesquisa em relação ao modelo tradicional da tecnologia foi a adoção do uso do plástico septo impermeável, responsável inclusive pelo barateamento do custo da implantação do sistema.

ODS Brasil

A premiação é uma iniciativa do Governo Federal que incentiva, valoriza e dá visibilidade às práticas desenvolvidas pelos governos estaduais, municipais, Distrito Federal e pela sociedade civil que contribuam para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no território brasileiro.
A intenção da premiação é contribuir para a formação de um “banco de práticas” que servirá de referência para a implementação e a disseminação da Agenda 2030 (projetos sociais, ambientais, econômicos e institucionais).

A solenidade contou com a presença dos ministros Chefe da Casa Civil da Presidência da República Eliseu Padilha; do substituto da Presidência da República Carlos Henrique Sobral, entre outras autoridades federais, uma representação da ONU, e outras representações diplomáticas.

 

Carlos Dias (20.395 MTb RJ)
Embrapa Solos

Contatos para a imprensa

Telefone: (21) 2179-4578

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

barragem subterrâneaods