22/07/19 |   Transferência de Tecnologia

Parceiros somam esforços para desenvolver bovinocultura de leite no Sertão de SE

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Saulo Coelho

Saulo Coelho - Mesa de abertura do evento

Mesa de abertura do evento

A Embrapa está entre as instituições que somam esforços para desenvolver a bovinocultura de leite no Sertão de Sergipe, por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), iniciativa do Banco do Nordeste (BNB) para fortalecer as cadeias produtivas em suas áreas de atuação.

O lançamento do Prodeter – Bovinocultura de Leite no Sertão de Sergipe aconteceu na quinta (18) em Itabi, no Médio Sertão Sergipano. Esse desdobramento territorial do programa irá concentrar esforços para fortalecer a cadeia do leite e derivados em Itabi, Gararu e Porto da Folha, municípios que somam uma produção diária de mais de 240 mil litros de leite, segundo dados do IBGE.

Confira o álbum completo de fotos do evento na galeria da Embrapa na rede social Flickr.

Além do BNB, Embrapa e prefeituras dos três municípios, integram a iniciativa a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), o Sistema FAE Senar, Sebrae, Codevasf e Emdagro. O objetivo principal é concentrar ações de apoio ao desenvolvimento territorial, fortalecendo as cadeias produtivas, incorporando inovações tecnológicas, potencializando a participação dos agentes econômicos locais e melhorando as condições de vida da população.

Participaram da cerimônia de lançamento o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) Alexandre Nizio, a pesquisadora Cristiane Otto, especialista em bovinocultura de leite e uma das coordenadoras do Programa Balde Cheio para a Região Nordeste, e o supervisor de comunicação Saulo Coelho. O evento contou com prefeitos e secretários de Agricultura do Estado, André Bomfim, e dos três municípios, além de dirigentes e agentes técnicos das organizações parceiras e produtores de leite.

Nizio destacou que a Embrapa deve iniciar ainda este ano as ações de transferência de tecnologia no Semiárido nordestino por meio de um abrangente plano de desenvolvimento articulado pelo Ministério da Agricultura com diversas Unidade da Empresa. “As diretrizes do plano para o Semiárido estão fortemente alinhadas com os objetivos do Prodeter, e diversas Unidades poderão realizar transferência de tecnologias para cadeia do leite neste território”, afirmou. 

Saulo Coelho (MTb/SE 1065)
Embrapa Tabuleiros Costeiros

Contatos para a imprensa

Telefone: 79 4009-1381

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

sergipesemiaridonordestegado-de-leitebalde-cheiobovinoculturabnbprodeter

Avalie esta notícia:

Média (0 Votos)