12/08/19 |   Agroecologia e produção orgânica

Alunos de ecologia trabalham percepção e conceitos em diferentes agroecossistemas

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Cristina Tordin

Cristina Tordin - Percepções

Percepções

Alunos da disciplina Ecologia de Agroecossistemas da Unicamp estiveram na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) em 8 de agosto, em áreas de monocultivos de girassol, sorgo e café no campo experimental 2 e em áreas de sistemas agroflorestais (SAFs) biodiversos, no Sitio Agroecológico (campo experimental 1) da Unidade da Embrapa.

Conforme o professor responsável pela disciplina, Martin Pareja, foi passado um roteiro da atividade, onde cada aluno deveria escolher um lugar nos diferentes agroecossistemas visitados, fechar os olhos durante uns minutos para tentar sentir o ambiente, de forma ampla, ouvir os sons, sentir o solo com as mãos e os pés, os odores, a temperatura, o vento e depois, anotar essas sensações. O objetivo, explica o professor, foi analisar as percepções nos diferentes agroecossistemas e relacioná-los com conceitos fundamentais de ecologia.

Conforme Giovanna Fagundes, bióloga da equipe, "os alunos trabalharam em duplas, para compartilharem as suas observações em termos de leitura dos agroecossistemas e discutirem como estas se relacionam com os temas, que foram previamente distribuídos em aula, como nicho ecológico, ciclagem de nutrientes, interações intra e interespecíficas, metapopulações e dinâmica espacial, sucessão ecológica e dinâmica temporal, biodiversidade, serviços ecossistêmicos, dentre outros".

O pesquisador da Embrapa Meio Ambiente Joel Queiroga, que participou da organização da aula, falou sobre o histórico e objetivo das áreas do Sitio Agroecológico e sobre os conceitos e princípios dos diferentes desenhos de SAFs adotados. Depois, os estudantes relataram para todo o grupo suas experiências e compararam as áreas analisadas. O pesquisador avalia que foi muito interessante ver as relações que os estudantes estabeleceram, a partir de cada um dos temas a serem trabalhados na disciplina, com as sensações que tiveram e observações que fizeram nos diferentes agroecossistemas, nos quais evidenciaram que os SAFs biodiversos são sistemas de produção que mais se aproximam dos ecossistemas naturais, ou seja, mais autossuficientes e equilibrados e com maior riqueza de espécies e interações entre a flora e a fauna.

 

Cristina Tordin (MTB 28499)
Embrapa Meio Ambiente

Contatos para a imprensa

Telefone: 19 3311 2608

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/