14/08/19 |   Segurança alimentar, nutrição e saúde  Transferência de Tecnologia

Embrapa e UFMS promovem ação de segurança alimentar e valorização de plantas alimentícias junto às comunidades ribeirinhas do Pantanal

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Raquel Brunelli d´Avila

Raquel Brunelli d´Avila - A ação faz parte do projeto de pesquisa Nexus Pantanal

A ação faz parte do projeto de pesquisa Nexus Pantanal

Entre os dias 06 e 08 de agosto, foi realizada a terceira expedição “Nexus Pantanal” junto às comunidades da Barra de São Lourenço e Barra de São Francisco, localizadas ao longo do rio Paraguai, em Corumbá - MS. Em cada comunidade foi abordada a importância da valorização das espécies vegetais locais como potencialidade de uso alimentício na redução dos riscos de doenças crônicas não transmissíveis, tanto no consumo das famílias e na merenda escolar, bem como no processamento com o objetivo de agregar valor e aumentar a vida útil dos produtos.

O evento “Segurança alimentar para comunidades ribeirinhas e valorização de plantas alimentícias do Pantanal e Cerrado” foi uma ação conjunta entre a Embrapa Pantanal e Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) e teve como objetivo despertar as pessoas que vivem nessas comunidades para o aproveitamento das plantas alimentícias locais visando promover a segurança alimentar.

Parceria Embrapa/UFMS

Participaram desta etapa da expedição - no âmbito do projeto Nexus Pantanal -  além do pesquisador da Embrapa Pantanal Fábio Galvani, as professoras da UFMS e da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição (Facfan) Juliana Rodrigues Donadon e Raquel Pires Campos que também  integram o Programa de Extensão “Valorização de Plantas Alimentícias do Pantanal e Cerrado”, coordenado pela Professora Ieda Maria Bortolotto.

De acordo com o pesquisador Fábio Galvani, entre as ações propostas está o incentivo através da dieta com base em produtos vegetais do local, e, posteriormente, conforme as necessidades e características de cada comunidade, a possibilidade de uso dessas espécies para geração de novas fontes de renda visando promover a inclusão social e a valorização da cultura local. “O projeto prevê a realização de capacitações e oficinas tendo como enfoque os cuidados desde a colheita até o consumo do produto de origem vegetal, além da utilização das Boas Práticas de Fabricação (BPF)”, explicou Fábio.

Segundo Juliana Donadon, esta parceria visa levar até essas comunidades atividades já desenvolvidas em outras regiões do Estado de Mato Grosso do Sul, e publicações impressas por meio do referido projeto de extensão: “objetivo desta primeira visita foi fazer um levantamento das demandas para que possa ser feito um trabalho direcionado de acordo com os interesses e possibilidades dessas comunidades”, explicou a agrônoma.

Raquel Campos esclarece que durante as apresentações ela chama a atenção para o desenvolvimento de produtos alimentícios a partir dos recursos disponíveis no ambiente: “mas além disso, é importante que os ribeirinhos tenham a perspectiva da necessidade de elaboração do plano de negócios, de forma que desenvolvam um empreendimento sustentável aproveitando a oportunidade do turismo ecológico, mas que estejam atentos aos seguintes itens: obtenção de insumos, processo operacional, marketing, parceiros e cálculos dos custos de forma organizada”, concluiu a professora.

Nexus Pantanal

A ação faz parte do projeto de pesquisa Nexus Pantanal - “Estratégias para o desenvolvimento de soluções sustentáveis em comunidades ribeirinhas e assentamentos rurais do Pantanal” que tem como objetivo o desenvolvimento rural sustentável nas suas atividades econômicas, sociais e ambientais por meio da busca de soluções alternativas para geração de renda, otimizando o uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis em comunidades ribeirinhas e assentamentos rurais da região pantaneira.

O projeto Nexus Pantanal é financiado pelo Conselho nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e conta com diversas ações de pesquisa envolvendo pesquisadores da Embrapa e de outras instituições parceiras.

 

Raquel Brunelli d´Avila (DRT/ MS 113)
Embrapa Pantanal

Contatos para a imprensa

Telefone: (67) 3234-5955

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/