29/11/19 |   Agroecologia e produção orgânica  Transferência de Tecnologia

Dia de Campo em Agroecologia destaca produção de alimentos seguros

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Paulo Lanzetta

Paulo Lanzetta - Dia de Campo será na Estação Experimental Cascata da Embrapa Clima Temperado

Dia de Campo será na Estação Experimental Cascata da Embrapa Clima Temperado

A Estação Experimental Cascata (EEC) da Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS) recebe, no dia 5 de dezembro, mais uma edição do Dia de Campo em Agroecologia. Neste ano, cinco estações abordam temas voltados à produção de alimentos seguros: agrobiodiversidade, sistemas biodiversos de produção, insumos e controle biológico, serviços ambientais e agregação de valor. O evento ocorre das 9h às 15h.

Na estação sobre sistemas biodiversos – onde há integração de culturas numa única área –, o destaque são as agroflorestas. Será mostrada, na prática, a integração entre o plantio de pomares e de plantas de ciclo anual, como grãos e tubérculos, junto de árvores e arbustos – que possuem ciclo longo e valor florestal. Também será discutido o adensamento de espécies de valor econômico dentro dos bosques, como o plantio e manejo de erva-mate e de outras espécies de maior valor comercial.

Outro ponto alto é a agregação de valor por meio do processamento de frutas, inclusive nativas, na forma de sucos, sorvetes, picolés e geleias. Nesta estação, também estará em demonstração a extração de óleos essenciais de plantas consideradas companheiras e que integram os sistemas biodiversos, como árvores de eucalipto citriodora e aroeira vermelha, e plantas herbáceas, como a citronela. “É uma forma de transformar biomassa, que não tem valor comercial, num produto de alto valor de mercado”, explica o pesquisador e coordenador da EEC, Luis Fernando Wolff.

A estação sobre serviço ambientais irá abordar dois grandes eixos da agricultura em moldes agroecologicos: a conservação do solo e da água e o manejo da flora e da fauna. No caso do solo, haverá demonstração do uso de plantas protetoras, plantas companheiras, técnicas conservacionistas e manejo da biomassa do solo. Quanto à água, indicações para proteção de nascentes, como o Método Caxambu; para coleta da água com mais qualidade; e para uso de equipamentos para tratamento de afluentes líquidos, como a Fossa Séptica Biodigestora.

De modo geral, as estações valorizarão a importância da biodiversidade, tanto de cultivos, quanto da flora e da fauna nativas, integrando, inclusive, insetos benéficos, como as abelhas melíferas e as abelhas sem ferrão. Segundo Wolff, que é especialista em apicultura, a presença de abelhas contribui com maior produção de sementes e frutos e, também, com a diversificação e sustentabilidade da propriedade. 

O 14º Dia de Campo em Agroecologia é uma realização da Embrapa Clima Temperado e conta com o apoio da Emater/RS, Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Inscrições podem ser feitas antecipadamente nos escritórios municipais da Emater/RS e pelo Capa, para grupos maiores, ou no local. O evento é gratuito e oferece lanche e almoço.

Serviço:
O quê: 14º Dia de Campo em Agroecologia
Quando: 5 de dezembro de 2019
Onde: Estação Experimental Cascata da Embrapa Clima Temperado

Francisco Lima (13696 DRT/RS)
Embrapa Clima Temperado

Contatos para a imprensa

Telefone: (53) 3275.8206

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

agroecologiadia-de-campoeecestacao-experimental-cascata