26/06/20 |   Recursos naturais

Live no dia 30 de junho revela o vencedor de melhor vídeo no combate à erosão

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Embrapa Solos

Embrapa Solos - Curta o melhor vídeo até 29 de junho, às 12h

Curta o melhor vídeo até 29 de junho, às 12h

Quatro vídeos estão entre os finalistas do concurso realizado pela Embrapa para escolher o melhor da Campanha Nacional de Combate à Erosão. As quatro práticas finalistas são “Amazônia – bovinos confinados”, produzido pela Universidade Federal do Acre, “Curvas de nível com cochinhos”, produção da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Atílio Vivacqua (ES), “Programa de conscientização da USP para prevenir a erosão”, Esalq/USP e “Sistema de plantio direto no maracujá”, feito pelo Escritório de Pedras Grandes (SC) da Epagri. O vencedor será o vídeo com mais curtidas. A votação vai até 29 de junho, às 12h. Até agora, foram mais de 25 mil visualizações e 7 mil curtidas para os concorrentes. Vote também, os vídeos têm no máximo dois minutos e podem ser vistos aqui

O vencedor será anunciado em live no YouTube, no dia 30 de junho, às 11h. A premiação poderá ser assistida neste link.

Os três primeiros colocados ganharão um certificado da Embrapa, condecorações da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS), além de um kit da campanha ‘Stop erosion’ da FAO, com 10 publicações do organismo da ONU e da Embrapa. Já o vencedor entrará ao vivo na transmissão.

Estarão presentes na cerimônia o presidente da Embrapa, Celso Moretti; a diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do MAPA, Mariane Crespolini; o diretor da Divisão de Terra e Água da FAO, Eduardo Mansur; o secretário geral da SBCS, Reinaldo Cantarutti; a chefe geral da Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ), Petula Ponciano, o pesquisador da Embrapa Solos, Aluísio Granato e a analista da mesma instituição, Julia Stuchi. A mediação ficará por conta do consultor de criatividade e inovação Fabrício De Martino.
 
Concurso inspirado pela FAO

O desafio foi lançado em 05 de dezembro de 2019 (Dia Mundial do Solo), pela Embrapa Solos, para chamar a atenção para um dos maiores problemas que afetam a nossa terra: a erosão. 

O concurso foi lançado durante evento no Mapa, que contou com a presença da chefe geral da Embrapa Solos. “Fomos inspirados por concurso similar, realizado pela FAO, internacionalmente, cujo vencedor foi um vídeo produzido na Bolívia. A versão brasileira da competição conta com apoio da FAO”, revelou Petula.

As perdas causadas pela erosão

No mundo, o solo equivalente a um campo de futebol desaparece a cada cinco segundos vítima da erosão. Além disso, a agricultura intensiva, o desmatamento, as atividades de mineração e o aumento da área urbana também aceleram a erosão, podendo reduzir o rendimento das colheitas em até 50%. “Estimamos que as perdas causadas por problemas no solo no Brasil, em especial a erosão, somam cerca de US$ 15 bilhões. Além disso, temos que estimar o quanto deixamos de ganhar com esses percalços”, afirmou Fernando Silveira Camargo, secretário de inovação, desenvolvimento rural e irrigação do MAPA.

Mas vale lembrar que a degradação das terras pode ser evitada pelo uso de boas práticas agrícolas, utilizando-as de forma a manter ou melhorar as propriedades químicas, físicas e biológicas do solo, manejando suas limitações e potencialidades para a produção agrícola, possibilitando maior agregação, armazenamento de água e disponibilidade de nutrientes essenciais para o crescimento vegetal.

Este foi o objetivo do desafio de inovação proposto pela Embrapa: mostrar que essas boas práticas existem e podem fazer a diferença.  

Carlos Dias (20.395 MTb RJ)
Embrapa Solos

Contatos para a imprensa

Telefone: (21) 2179-4578

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

erosaovideoliveembrapasolos45anos