15/09/20 |   Segurança alimentar, nutrição e saúde

Festa virtual do morango abordará produção integrada

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Divulgação.

Divulgação. -

A pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) Fagoni Calegario participa de live na primeira festa virtual do morango, de 14 a 18 de setembro, promovida pela Associação Rural e Cultural Alexandre de Gusmão (Arcag), com apoio da Emater-DF, da Secretaria de Agricultura e da Administração Regional de Brazlândia.  

Fagoni contribuirá em um painel sobre produção integrada de morango no DF, a partir das 16h de 16 de setembro, junto com a engenheira agrônoma Loiselene Trindade, diretora executiva da Emater-DF e Rosilene Souto, auditora agropecuária e coordenadora de produção integrada da cadeia agrícola do Departamento de Cadeias Agrícolas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com a mediação de Hélio Lopes, da Emater-DF.

A pesquisadora irá compartilhar algumas experiências de grupos de produtores que já conquistaram o selo Brasil Certificado para o morango no Brasil, como forma de inspirar os produtores do DF a também adotarem a produção integrada. 

O Programa de Produção Integrada de Morango (PIMo)  desenvolvido na região de Atibaia e Jarinu, SP desde 2006  é uma ferramenta de orientação para implementação de boas práticas agrícolas na produção de morangos. A adesão pelos produtores é voluntária e passível de certificação. De acordo com Fagoni, responsável pelo Programa, a PIMo orienta a correta adoção de diversos procedimentos para produção, colheita e pós-colheita do morango, como, por exemplo, estímulo ao equilíbrio da planta e do ecossistema, monitoramento de pragas e doenças, priorização de métodos físicos e biológicos de controle fitossanitário, uso racional de defensivos agrícolas, rastreabilidade em todas as etapas, higiene e cuidado no manuseio dos morangos, entre outros.

O sistema garante a segurança do produto, ou seja, os morangos são livres de qualquer contaminação química, física ou biológica que coloque em risco a saúde do consumidor. O produto é identificado no mercado pelo selo “Brasil Certificado”, chancelado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e pelo Mapa. No Brasil já existem produtores certificados nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná.

A Emater-DF é uma empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e entorno. 

As lives podem ser acessadas pelo site da festa.

Cristina Tordin (MTb 28.499/SP)
Embrapa Meio Ambiente

Contatos para a imprensa

Telefone: 19-992626751

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Conteúdo relacionado

Soluções tecnológicas Ver mais

Sistema Agropecuário: Sistema de produção integrada