30/11/20 |   Melhoramento genético  Produção animal  ILPF

Programa levará tecnologias para alimentação e melhoramento genético de caprinos e ovinos no Piauí

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Maíra Vergne

Maíra Vergne - Tecnologia possibilitará assessoria nutricional para criadores de caprinos e ovinos no Vale do Itaim (PI)

Tecnologia possibilitará assessoria nutricional para criadores de caprinos e ovinos no Vale do Itaim (PI)

As cidades de Paulistana e Betânia do Piauí, na região do Vale do Itaim (PI), receberão, entre os dias 1º e 3 de dezembro, equipe de pesquisadores e analistas da Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral, CE), para ações voltadas à implementação de unidades de referência tecnológica e estrutura de laboratórios do programa AgroNordeste. A atuação no território contemplará a validação de soluções tecnológicas para as áreas de nutrição animal e melhoramento genético para a produção de caprinos e ovinos.

Uma dessas articulações do AgroNordeste – programa coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que tem Embrapa e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida)/Projeto Dom Hélder Câmara entre as instituições integrantes – será para implementação de estrutura de laboratório para análise nutricional, em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) – campus Paulistana. O objetivo será usar tecnologia de infravermelho (NIRS) para uma orientação mais precisa sobre a alimentação dos rebanhos de caprinos e ovinos, a partir de 2021, por meio de um serviço de assessoria nutricional.

“Quando o laboratório estiver estruturado, produtores e técnicos da região terão à disposição um serviço de análise nutricional, baseado nesta tecnologia de infravermelho que a Embrapa vem desenvolvendo há 10 anos. Eles poderão levar amostras de fezes dos animais, para termos, com as análises, a informação precisa de qual a dieta que esses animais estão consumindo. Aí poderemos fazer a estimativa de exigência que animal está precisando, fazer sugestões de formulação de suplementos, suprir deficiências e emitirmos boletins de orientação nutricional para a região”, explica o pesquisador Marco Bomfim, chefe-geral da Embrapa Caprinos e Ovinos.

Inicialmente, o serviço de assessoria nutricional tomará dez propriedades rurais para um projeto piloto. De acordo com Bomfim, o principal objetivo será apoiar produtores rurais a usarem com maior eficiência os alimentos disponíveis e reduzir custos com suplementação. 

“Essa orientação ganha uma importância maior neste momento, em função da elevação do preço de insumos para ração, que chegaram a aumentar 30% neste ano, em função de fatores como exportação, câmbio. Os criadores estão gastando muito com suplementação e precisam de orientação para melhorar a eficiência deste uso”, frisa ele. Nesta semana, Bomfim apresentará a tecnologia e equipamentos de análise para estudantes do IFPI que atuarão no laboratório.

Outra atividade será a visita a cooperativa e propriedades rurais, também em Paulistana, para selecionar rebanhos e definir estratégia de melhoramento genético animal. “Vamos verificar que tipo de animal esses produtores possuem, o que estão buscando, traçar objetivos de seleção e de melhoramento, a partir dessas visitas”, explica o pesquisador Octávio Morais, da área de Melhoramento Genético Animal da Embrapa Caprinos e Ovinos.

A equipe da Embrapa também visitará propriedades para implantação de Unidade de Referência Tecnológica (URT) destinada a avaliar plantas forrageiras adaptadas às condições locais e a implantação de um sistema de produção de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), em Betânia do Piauí. 

As tecnologias para Nutrição, Forragicultura e Melhoramento Genético Animal em caprinos e ovinos também serão levadas a outros territórios de diferentes estados da região Nordeste, por meio do programa AgroNordeste, que também contemplará ações de Sanidade Animal e Tecnologia de Alimentos para caprinocultura e ovinocultura. Além do Piauí, as ações executadas pela Embrapa Caprinos e Ovinos chegarão aos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Bahia. O programa também capacitará agentes multiplicadores nos diferentes territórios, para facilitar o uso e implantação das soluções tecnológicas testadas. O AgroNordeste contemplará pequenos e médios produtores de 230 municípios na região.

Adilson Nóbrega (MTB/CE 01269 JP)
Embrapa Caprinos e Ovinos

Contatos para a imprensa

Telefone: (88) 3112.7413

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

nutricao-animalovinoculturacaprinoculturailpfmelhoramento-geneticoagronordeste

Conteúdo relacionado

Tecnologias Ver mais

Metodologia: Procedimento informatizado