07/07/21 |

Transformações e sustentabilidade do agro são debatidas no 18º Agrimark Brasil

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Captura de tela

Captura de tela -

O desenvolvimento do novo agro, capaz de acompanhar mercados cada vez mais conectados e com tecnologias inovadoras, e a sustentabilidade da agropecuária brasileira foram alguns dos temas abordados pelo analista da Embrapa Territorial, Gustavo Spadotti, no 18º Agrimark Brasil Agro Virtual. O evento aconteceu nesta terça-feira (6 de julho), com transmissão pelo canal do Portal Agrolink, no Youtube.

Spadotti foi o mediador do segundo painel, que foi dividido em dois temas. O primeiro foi abordado pelo professor Marcos Fava Neves (Universidade de São Paulo). Ele falou sobre a importância da diplomacia brasileira na expansão das exportações do agronegócio. A segunda discussão foi sobre a preservação ambiental e o desenvolvimento do agro, com o professor Xico Graziano, da Fundação Getúlio Vargas. 

Na abertura do painel, o analista da Embrapa Territorial destacou a importância de transformar o que ele chamou de “diluvio de dados” em informação correta e precisa para apoiar a tomada de decisão do produtor rural. “Hoje em dia recebemos muitos dados e o que fazemos na unidade da Embrapa em que trabalho e estou aqui representando é traduzir esses dados, apoiar o agro nacional, a formulação de políticas públicas e privadas por meio da estruturação de sistemas de inteligência territorial estratégica”, disse.

Para Spadotti, a sustentabilidade da agropecuária brasileira deve ter como foco o equilíbrio entre produção e preservação ambiental. Principalmente, quando o país tem o desafio de produzir alimentos para o mundo. “Compreender e antever os cenários de consumo faz parte de uma estratégia sólida para que o Brasil se torne um dos maiores provedores de alimentos do mundo”, afirmou ao citar estudos da Embrapa em que o agro brasileiro já alimenta de 800 milhões a 1.5 milhão de pessoas.

O evento

O 18º Agrimark Brasil Agro Virtual reuniu especialistas para debater as mudanças do setor, com a utilização de ferramentas e tecnologias digitais e automatizadas no campo em benefício das cadeias produtivas. A edição contou com mais de 1600 inscritos. 

A abertura do evento foi realizada pela diretora de Inovação do Ministério da Agricultura, Sibelle de Andrade Silva, que representou a ministra da Agricultura, Teresa Cristina. Na sequência teve início o primeiro painel com o tema das estratégias digitais nas empresas e startups.

Os palestrantes foram Ronaldo Giorgi, diretor da Syngenta, o CEO da Ag Tech Garage, José Tomé e o diretor de Estratégia da Startup Santos Lab, Bruno Teixeira. A mediação ficou por conta do diretor da John Deere, Emanuel Ritter. 

O 18º Agrimark Brasil Agro Virtual foi uma promoção do Instituto de Educação no Agronegócio (I-UMA) e do Portal Agrolink. O evento teve o patrocínio da Syngenta, John Deere, Banco do Brasil, com o apoio da ABMR&A, Abraleite, AGKEAD, Canal Doutor Agro, Editora Gazeta, Peixe BR, Sindag, Safras & Mercado e Agromulher.

Após o evento (dia 8 de julho), a diretora do I-UMA, Jhussara da Rosa, em nome também do Portal Agrolink, enviou mensagem para Spadotti em agradecimento à sua participação. “Cumprimentos pela desenvoltura e conteúdo de alta relevância que trouxe para os debates no segundo painel. Suas considerações como moderador, demonstrou o elevado nível do seu conhecimento", afirmou

Assista aqui o vídeo do evento. 

 

Liliane Castelões (16.613 MTb/RJ)
Embrapa Territorial

Contatos para a imprensa

Telefone: 19 3211-6200

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/