Utilização de controle biológico para controle de insetos-praga do algodão utilizando Spodoptera frugiperda como modelo

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

A cotonicultura é uma das culturas de maior interesse econômico, em nível mundial. Na indústria têxtil, a fibra do algodão é reconhecida como a mais importante e de maior valor de mercado. O crescimento da produção de algodão, no entanto, expõe esta cultura ao ataque severo de diversos tipos de pragas, principalmente os insetos do tipo sugadores e desfolhadores. O controle químico de pragas não é ecologicamente recomendável, uma vez que pode causar o desequilíbrio doo meio ambiente, atuando sobre os inimigos naturais das pragas e também selecionando populações de pragas resistentes. Diante do exposto, o controle biológico surge como alternativa para o manejo de pragas da cultura do algodão. A importância do controle de pragas e o aumento da consciência da população para os efeitos diretos e indiretos dos pesticidas na saúde pública e no ambiente em geral tem demandado novas formas de controle de insetos, que sejam mais econômicas e menos danosas ao ecossistema.

Galeria de imagens