MELHORAMENTO GENÉTICO DE TRIGO PARA O BRASIL 2012-2016

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: MAGNANTE, Luiz Henrique

O Brasil consome, anualmente, 10,5 milhões de toneladas de trigo, das quais apenas 50% são produzidas no País, o que significa um desembolso aproximado de 800 milhões de dólares para a importação do cereal. O elevado custo de produção e as dificuldades na obtenção de cultivares com qualidade tecnológica definida, conforme exigências do mercado, estão entre os principais fatores limitantes à cadeia produtiva do trigo brasileiro. Entre todas as cultivares, de todos os obtentores no Brasil, cerca de dois terços delas foram criadas a partir de germoplasma ou de cultivares desenvolvidas pela Embrapa. Esta proposta tem como objetivo aumentar a competitividade do trigo nacional nas regiões tradicionais (Região Sul) e visa à consolidação do "trigo tropical" em novas áreas do Brasil Central, mediante o desenvolvimento e identificação de cultivares para panificação, para massas e para biscoitos, que atendam a demanda do mercado consumidor e que tenham resistência/tolerância aos principais estresses bióticos e abióticos. Este projeto será executado em sete Estados, por oito Unidades da Embrapa e implementará nova abordagem de validação de marcadores protéicos e moleculares e o uso do cultivo de micrósporos para a produção de novas linhagens em apenas dois anos. As linhagens que demonstrarem desempenho produtivo superior e qualidade tecnológica de uso que atenda às demandas do mercado serão multiplicadas, registradas, protegidas, indicadas para cultivo e as informações transferidas para os usuários, produtores de grãos e indústrias de transformação de trigo. Entre os impactos esperados, destacam-se: melhor qualidade tecnológica das novas cultivares de trigo disponibilizadas no País; geração de empregos no meio rural; a economia de divisas com a menor importação de trigo; e a promoção social e científica da Embrapa. A Embrapa, portanto, exercerá seu papel de liderança na pesquisa de trigo, contribuindo para maior estabilidade e segurança à produção, aumentando a competitividade do trigo nacional pela oferta de cultivares com melhor qualidade tecnológica e adequadas aos sistemas de produção e ao mercado.

Ecossistema: Extremo Sul, Floresta Atlântica, Região dos Cerrados

Região: Sudeste

Situação: concluído Data de Início: 04/2012 Data de Finalização: 05/2017

Unidade Lider: Embrapa Trigo

Líder do Projeto: Pedro Luiz Scheeren

Contato: pedro.scheeren@embrapa.br

Galeria de imagens