Agenda integrada de transferência de tecnologia para o trigo brasileiro

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: KURTZ, Paulo

O trigo, um dos cereais mais produzidos no mundo, é cultura de extrema importância agronômica, econômica e estratégica no agronegócio brasileiro. É base de uma cadeia produtiva que trabalha com uma matéria prima insubstituível, a farinha de trigo, e que produz ampla variedade de produtos. Dentre as principais commodities, tem a produção mais oscilante, entre duas a seis milhões de toneladas, e a maior demanda por políticas de fomento específicas. Destaca-se por vertiginoso crescimento das importações, chegando a mais de dois bilhões de dólares em 2008, representando 19,5% do valor das aquisições externas de produtos agrícolas pelo país. Assim, ações relacionadas com fomento e transferência de tecnologia e conhecimentos à cadeia produtiva de trigo são estratégicas, tanto para segurança alimentar quanto para o equilíbrio da balança comercial brasileira. Isto porque, sem abertura de novas fronteiras ou investimentos em infraestrutura, a cultura pode alcançar mais de cinco milhões de hectares. Assim, o fortalecimento dos instrumentos de articulação com a assistência técnica e extensão rural e a instalação de fóruns de debates com a participação de todos os elos da cadeia do trigo cumprem papel determinante no tecido produtivo. Isso decorre dos numerosos arranjos em que a cultura participa nas propriedades, em rotação ou sucessão a outras culturas, com produção em cooperativas ou produtores individuais, e que exigem oferta tecnológica, retroalimentação periódica e avaliação dos resultados como buscas permanentes. Para dar sentido a essas buscas permanentes, as áreas de transferência de tecnologia e de comunicação da Embrapa Trigo têm procurado o aperfeiçoamento das ações que articulam os resultados de pesquisa ao setor produtivo, além de manter um olhar ativo acerca de critérios técnicos e mercadológicos que contribuam para transferência de tecnologias para esse importante cereal, como também de aspectos operacionais e de governança decorrentes do relacionamento entre elos da cadeia tritícola nas regiões produtoras do Brasil. A estratégia de ação aplicada ao projeto está representada por seis planos de ação concomitantes e articulados entre si que devem estruturar e posicionar a oferta tecnológica da Embrapa Trigo, captar e segmentar a demanda da cadeia produtiva do trigo e atuar operativamente no sentido aproximar agentes e valorizar o trigo nacional. Apoiando as ações de desenvolvimento e lançamento de produtos o espaço metodológico e de transferência irá exercitar modelos e propor mecanismos de governança, validação e intercâmbio à cadeia produtiva de trigo no Brasil.

Situação: concluído Data de Início: 04/2012 Data de Finalização: 03/2017

Unidade Lider: Embrapa Trigo

Líder do Projeto: Luiz Eichelberger

Contato: luiz.eichelberger@embrapa.br

Galeria de imagens