Avaliação do Ciclo de Vida da cana-de-açúcar e seus derivados produzidos no Centro Sul brasileiro, baseada em dados, fatores e modelos adaptados às condições nacionais.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O objetivo deste projeto é avaliar o desempenho ambiental da cana-de-açúcar e seus derivados produzidos no Centro Sul do Brasil, em regiões tradicionais e de expansão da cultura, pela abordagem da Avaliação de Ciclo de Vida (ACV).

Os principais diferenciais deste trabalho serão os usos de dados primários, preferencialmente, ou de dados secundários de fontes oficiais, bem como a geração e o uso de parâmetros, fatores e modelos de apoio à elaboração de inventários de ciclo de vida (ICV) adequados às condições brasileiras. Pretende-se que esta avaliação abranja os principais sistemas de produção e regiões produtoras nacionais de cana-de-açúcar, etanol e coprodutos (açúcar e bioeletricidade). Os resultados da ACV poderão indicar pontos críticos relacionados à eficiência de produção e à geração de impactos ambientais negativos dos produtos derivados da cana-de-açúcar, que orientarão a adoção ou o desenvolvimento de tecnologias de produção mais sustentáveis ou a proposição de outras medidas mitigadoras. Também poderão ser identificados aspectos positivos, que contribuirão para o aumento da competitividade do etanol brasileiro no cenário internacional. Em termos de metodologia científica, serão gerados parâmetros, fatores e modelos adequados para as condições brasileiras, aplicáveis a estudos de ACV de produtos agrícolas.

Serão gerados mapas que integrem informações sobre mudanças de uso da terra, tipos de solos e tipos de sistemas de produção de cana-de-açúcar; localizem ambientes de produção; localizem usinas e destilarias de cana-de-açúcar; espacializem outras informações relevantes à produção e industrialização da cana-de-açúcar, a partir de dados estatísticos nacionais e setoriais.

Os experimentos de campo determinarão a mudança dos estoques de carbono e nitrogênio nos solos ocupados pela cultura da cana-de-açúcar, comparando-se ao seu uso anterior; e as emissões de GEE ao longo de duas safras de produção, avaliando-se o impacto da aplicação de fertilizantes nitrogenados e resíduos agroindustriais. Ainda quanto ao processo agrícola de produção, serão estimados os fluxos de saída para os compartimentos ambientais água e solo. Os resultados obtidos nestes experimentos comporão o ICV da produção de cana-de-açúcar.

O conjunto destas informações comporão a ACV da cana-de-açúcar e seus derivados. Os dados gerados neste projeto serão organizados em uma base de dados de ICV de produtos agroenergéticos. Por fim, os resultados obtidos serão sistematizados e será proposta uma metodologia simplificada, bem como uma ferramenta computacional, de rápida execução e baixo custo, para a avaliação do desempenho ambiental da cana-de-açúcar e seus derivados no Brasil.


Ecossistema: Floresta Atlântica, Região dos Cerrados

Região: Sudeste, Centro-Oeste

Situação: concluído Data de Início: 03/2013 Data de Finalização: 02/2017

Unidade Lider: Embrapa Meio Ambiente

Lider do Projeto: Marília Ieda da Silveira Folegatti Matsuura

Contato: marilia.folegatti@embrapa.br

Galeria de imagens