Tecnologia para produção de grãos, fibras e forragem em sistema ILPF no Agreste da Paraíba

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: ROSSO, Gisele

Na Paraíba, a região Agreste é uma das principais produtoras de grãos e de animais (bovinos e ovinos). Com estação chuvosa bem definida, porém com veranicos constantes, solos rasos, topografia ondulada, e em sua maioria formada por pequenas propriedades, o Agreste está inserido dentro da região semiárida do estado da Paraíba. Possui IDH de 0,585; abaixo do IDH da Paraíba e do Brasil, que são 0,658 e 0,727; respectivamente. Essas características fazem com que a região tenha um elevado índice de degradação nos solos, que aliado à baixa adoção de tecnologias e aos veranicos, resulta em baixa produtividade nas propriedades. Para enfrentar esse problema, em 2015 foi lançado o Plano ABC-PB, que tem o papel de desenvolver tecnologias adaptadas à região.
Nesse contexto, a Embrapa Algodão vem desenvolvendo ao longo dos últimos quatro anos, pesquisas para o desenvolvimento do Sistema Integração Lavoura-Pecuária ILPF adaptado para esta região. O objetivo deste projeto é promover a sustentabilidade da produção de grãos e fibras em pequenas propriedades na região Agreste da Paraíba, por meio do desenvolvimento e validação do sistema ILPF, visando ao aumento de produtividade, à redução dos custos de produção, ao aumento da rentabilidade, à conservação de solos e água e à otimização do uso de insumos. Pretende-se com isso, demonstrar a viabilidade técnica do Sistema ILPF para uso em propriedades voltadas a agricultura familiar da região Agreste, tanto para produção de grãos (milho, sorgo, gergelim) e forragens, como para a recuperação de pastagens degradadas, visando à maior adoção desta tecnologia no estado.

Situação: em execução Data de Início: 04/2020 Data de Finalização: 03/2023

Unidade Lider: Embrapa Algodão

Líder de projeto: João Henrique Zonta

Contato: joao-henrique.zonta@embrapa.br

Galeria de imagens