Abacaxi do Brasil - novas cultivares para o mercado brasileiro (Fase II)

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: JUNGHANS, Davi Theodoro

O projeto é a continuidade do programa de melhoramento genético cuja meta é desenvolver e lançar cultivares de abacaxi resistentes à fusariose e com qualidade de fruto para garantir o abastecimento do mercado interno com uma produção ambientalmente segura e menor aplicação de agroquímicos.São propostas três soluções de inovação: genótipos com potencial para ampliar a base genética do cultivo no Brasil, cultivares adaptadas aos principais polos de produção; e sistema de produção em larga escala para disponibilizar mudas sadias de cultivares de abacaxi.Para alcançar estas soluções, serão desenvolvidos novos híbridos com características agronômicas mais favoráveis aos produtores (produtividade e adaptabilidade às condições edáfoclimáticas) e elevada aceitação pelos consumidores (aparência externa e qualidade de fruto). Métodos convencionais de melhoramento genético por hibridação e seleção serão utilizados. Novas fontes de resistência à fusariose serão avaliadas nos dois primeiros anos do projeto (2022-2023) e incorporadas ao programa de melhoramento após avaliação do comportamento agronômico e qualidade de fruto, até o fim do projeto (2025).

Situação: em execução Data de Início: 09/2021 Data de Finalização: 08/2025

Unidade Lider: Embrapa Mandioca e Fruticultura

Líder de projeto: Davi Theodoro Junghans

Contato: davi.junghans@embrapa.br

Galeria de imagens

Conteúdo relacionado

Tecnologias Ver mais

Produto: Cultivar convencional
Produto: Cultivar convencional
Produto: Cultivar convencional