Sistemas pastoris de produção de leite: avaliação da adequação dos biótipos a sistemas com diferentes graus de intensificação

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: Renata Suñé

"A produção de leite no Brasil vem crescendo anualmente e vem se tornando uma atividade que garante uma fonte de renda mensal a produtores. Com este aumento, desde 2004 as exportações têm superado as importações em um mercado que pode ainda ser mais promissor. Além disso, o leite tem se tornado, cada vez mais, a principal fonte de renda de produtores familiares. No Rio Grande do Sul, segundo maior produtor nacional, a atividade é quase em sua maior parte feita por agricultores familiares. Porém, para competir no mercado mundial é necessário produzir leite a baixo custo, com maior utilização de forragem e menor uso de concentrados, aproveitando as condições ambientais favoráveis para tal. No entanto, apenas 10% dos animais leiteiros no mundo são selecionados para produção em sistemas menos intensivos. O presente projeto buscou avaliar biótipos entre as raças Holandesa e Jersey e suas cruzas em sistemas de produção com diferentes graus de intensificação, procurando proceder a caracterização detalhada desses sistemas. O projeto, liderado pela pesquisadora Renata Suñé, também buscou definir biótipos economicamente mais adequados a sistemas menos e mais intensivos. Para tanto, foi elaborada uma estratégia de trabalho interdisciplinar e multi-institucional. Durante o trabalho foram avaliados os biótipos em condições experimentais, com distintos níveis de alimentação, analisando aspectos produtivos, reprodutivos e econômicos. O projeto procurou sistematizar os dados dos diferentes sistemas de produção, fazendo uma análise sócio-bio-econômica e elaborando uma síntese comparativa. Este conjunto de dados obtidos foi utilizado para tentar estabelecer as características bioeconômicas mais relacionadas com a eficiência dos sistemas de produção, com o objetivo de definir critérios de seleção de rebanhos leiteiros."

Ecossistema: Extremo Sul

Situação: concluído Data de Início: 09/2009 Data de Finalização: 12/2013

Unidade Lider: Embrapa Pecuária Sul

Líder de projeto: Renata Wolf Suñé Martins da Silva

Contato: renata.sune@embrapa.br

Galeria de imagens