Amendoim e gergelim: melhoramento genético para competitividade do agronegócio

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O amendoim e o gergelim são tradicionalmente explorados pela agricultura familiar do Nordeste em função da facilidade de cultivo e tolerância à seca, porém com produtividades aquém do potencial dessas espécies. Essas oleaginosas constituem-se em excelentes fontes renda e alimento devido ao elevado valor agregado aos seus produtos. Adaptadas ao Semiárido, têm despertado interesse de agricultores de outras regiões como alternativas para diversificação da produção agrícola, especialmente em função do ciclo curto, preços nos mercados interno e externo e como oleaginosas potenciais para composição do Biodiesel. Para o amendoim há forte demanda por cultivares adaptadas ao Cerrado e ao cultivo mecanizado, cuja produção em boa parte é voltada ao mercado externo. Entretanto, para as áreas tradicionalmente produtoras, em que normalmente ocorre um baixo uso de tecnologias e para aquelas áreas de expansão é necessário que se disponibilize genótipos superiores e adaptados aos diferentes sistemas de cultivo e que tecnologias de manejo sejam constantemente repassadas aos produtores rurais. Para o gergelim, cultivares com elevada produtividade e tolerância a doenças, indeiscentes ou semi-indeiscentes atendem a demanda para o cultivo mecanizado em grande escala, além de reduzir perdas de sementes devido à abertura dos frutos durante o procedimento da colheita. Assim, pretende-se com esse projeto desenvolver ações de pesquisas no sentido de avaliar e identificar genótipos de amendoim e gergelim adequados aos sistemas de cultivo do Nordeste e Centro-Sul, desenvolvendo cultivares que atendam aos mercados externo, in natura e agroindústria, com produtividade e qualidade superiores aos atuais.

Situação: concluído Data de Início: 08/2007 Data de Finalização: 07/2010

Unidade Lider: Embrapa Algodão

Líder de projeto: Nair Helena Castro Arriel

Contato: nair.arriel@embrapa.br