Trilhas ecológicas: metodologias e ferramentas de Comunicação para a Educação Ambiental

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: FONTES, Clarice Zanoni

Diversos fatores aceleram a degradação dos recursos naturais e dos ecossistemas, em especial, os das Florestas Estacionais Semideciduais e Cerrados, que ameaça ou impede o desenvolvimento sustentável e progressivo de diversos espaços rurais. Entre eles estão o crescimento desordenado da população, o aumento da demanda por alimentos, a predominância do modelo tradicional agropecuário, com baixa rotação de culturas e uso inadequado dos recursos naturais e, principalmente, a adoção de uma postura predominantemente econômica. Portanto, faz-se necessária a mobilização da sociedade, adotando alternativas tecnológicas mais harmônicas com o meio ambiente, na tentativa de promover a conservação e até a recuperação dos recursos naturais. A construção de uma consciência ecológica coletiva sobre os problemas ambientais é uma possibilidade que pode contribuir para amenizar esse quadro, favorecendo a conservação dos recursos naturais. Isso pode ser realizado por meio de metodologias simples e eficazes, capazes de reconstruir a educação ambiental coerente, prática e pró-ativa. Esse projeto se propôs a colaborar nessa reconstrução através da utilização de diferentes canais de comunicação tendo como público-alvo monitores ambientais, acadêmicos, estudantes do ensino fundamental e médio, educadores e empregados da Embrapa. O objetivo foi aumentar a percepção para uma consciência coletiva ambiental, através do aprimoramento de ferramentas de comunicação inovadoras, para promover a formação de multiplicadores, criando um efetivo canal de comunicação entre a Embrapa, parceiros e a sociedade em geral. Universidades, escolas, Prefeitura Municipal e outras instituições ligadas a questões ambientais trabalharam juntos na implementação das ações. A principal ferramenta foram as trilhas ecológicas interpretativas, integradas a oficinas temáticas e de capacitação, campanhas e peças de comunicação (cartilhas, jornal laboratório, fotografia, vídeo educacional etc.). Além disso, um banco de informações foi disponibilizado em um portal da Internet, servindo como um canal de comunicação que sistematizou experiências e conhecimentos sobre sustentabilidade e ecologia.

Situação: concluído Data de Início: Fri Jun 01 00:00:00 BRT 2007 Data de Finalização: Tue Nov 30 00:00:00 BRST 2010

Unidade Lider: Embrapa Agropecuária Oeste

Lider do Projeto: Ivo de Sá Motta

Contato: ivo.motta@embrapa.br

Galeria de imagens